Ir para conteúdo

  • Facebook

  • Este site usa cookies para melhorar a sua experiência como utilizador. Ao utilizar o site está a aceitar o uso de cookies. SABER MAIS ENTENDI

Foto

Porquê os estrangeirismos?


  • Por favor inicie sessão para responder
73 respostas a este tópico

Partilhar Post #41 Oliveiravlg

Oliveiravlg

  • Membro
  • Registo: 29/12/2014
  • Posts: 3011
  • Idade: 54
    • Local: Valongo

Publicado 25 Março 2015 - 20:56

Eu sou apologista do portuga é que é bom, mas tenho que entender que a internet existe para todo e qualquer humano e como tal tem de haver de tudo um pouco, até porque seria muito monótono estarmos aqui todos a falar da mesma "forma". Assim com os estrangeirismos, sempre dá para pesquisar (usar a mente) para descobrir o que quer dizer cada coisa que não entendemos ou compreendemos.

 

Cá por mim só preciso de perceber, de resto... pode ser em chinês, desde que perceba...tasss bem! :th_up: :foto:




Anúncios

Partilhar Post #42 amando96

amando96

  • Membro
  • Registo: 30/03/2010
  • Posts: 1013
  • Idade: 28
    • Local: Düsseldorf

Publicado 25 Março 2015 - 22:35

Haters gonna hate 




Partilhar Post #43 Iloper

Iloper

  • Membro
  • Registo: 09/09/2008
  • Posts: 4026

Publicado 25 Março 2015 - 23:38

concordo... ver videos em inglês não ajuda. Mas deve procurar-se traduzir para ajudar quem quer saber mais




Partilhar Post #44 joserocha

joserocha

  • Membro
  • Registo: 11/05/2012
  • Posts: 2856
    • Local: Vila Nova de Gaia

Publicado 26 Março 2015 - 09:27

Ora tentem usar uma tradução para estes termos:

 

- Zoom

- Raw

- Pixel

- Prime

- Flash

- Bracket

- Grip

- ...

 

Há palavras que mais vale serem ditas em inglês do que tentar encontrar uma tradução. Isto é válido em qualquer área técnica. Então os gajos do marketing e do meio empresarial é que é só termos acabados em "ing"!  :D




Partilhar Post #45 Azathoth

Azathoth

  • Membro
  • Registo: 02/09/2012
  • Posts: 3815
  • Idade: 41
    • Local: Funchal

Publicado 26 Março 2015 - 10:10

Ora tentem usar uma tradução para estes termos:

 

- Zoom -> ampliação?

- Raw

- Pixel

- Prime -> lente fixa

- Flash

- Bracket -> múltiplas exposições?

- Grip -> punho

- ...

 

Há palavras que mais vale serem ditas em inglês do que tentar encontrar uma tradução. Isto é válido em qualquer área técnica. Então os gajos do marketing e do meio empresarial é que é só termos acabados em "ing"!  :D

 

^_^


Editado por Azathoth, 26 Março 2015 - 10:46 .



IT Partilhar Post #46 irreal

irreal

  • Membro
  • Registo: 03/08/2010
  • Posts: 31

Publicado 26 Março 2015 - 10:17

Haters gonna hate 

 

 

Hater??? Pois sim... claro! Sabes por acaso o que significa ser um hater? Não basta saber ler e escrever numa língua para perceber efectivamente aquilo que se escreve e lê. Ler algo (muitas vezes na diagonal) e interpretar as coisas que foram ditas e/ou escritas de forma redutora e deturpada tem um nome: iliteracia. 

 

Por acaso fui para algum blogue ou site de terceiros destilar ódio e preconceitos sem fundamento? Por acaso fui ao tópico de alguém ofender essa pessoa por escrever algo que eu não concordo? É que essa é a definição de hater. Que mais depressa é aplicada ao teu comentário construtivo do que a qualquer coisa que eu ou alguém tenha escrito aqui. 

 

Não concordar com uma ideia e despachar o assunto com um comentário "à la frases feitas do facebook" é de uma clarividência e maturidade... ui, ui. 




IT Partilhar Post #47 irreal

irreal

  • Membro
  • Registo: 03/08/2010
  • Posts: 31

Publicado 26 Março 2015 - 10:20

Ora tentem usar uma tradução para estes termos:

 

- Zoom

- Raw

- Pixel

- Prime

- Flash

- Bracket

- Grip

- ...

 

Há palavras que mais vale serem ditas em inglês do que tentar encontrar uma tradução. Isto é válido em qualquer área técnica. Então os gajos do marketing e do meio empresarial é que é só termos acabados em "ing"!  :D

 

Tal como já tinha referido anteriormente ... concordo contigo (tirando a parte do meio empresarial onde a aplicação desses termos "ing" não é feita, muitas vezes, por necessidade). :)




Partilhar Post #48 recycle bin

recycle bin

  • Membro
  • Registo: 20/09/2011
  • Posts: 1045

Publicado 26 Março 2015 - 12:56

e já agora, muitas das siglas que usamos são estrangeirismos, só para citar alguns exemplos:

 

SLR, AEL, HDR, ND, TLR, EVF, OVF, TTL, RGB...

 

 

Ora tentem usar uma tradução para estes termos:

 

- Zoom

- Raw

- Pixel

- Prime

- Flash

- Bracket

- Grip

- ...

 

Há palavras que mais vale serem ditas em inglês do que tentar encontrar uma tradução. Isto é válido em qualquer área técnica. Então os gajos do marketing e do meio empresarial é que é só termos acabados em "ing"!  :D

 

Bokeh

High key

Bulb

Tilt/Shift

STOP

...




Partilhar Post #49 amando96

amando96

  • Membro
  • Registo: 30/03/2010
  • Posts: 1013
  • Idade: 28
    • Local: Düsseldorf

Publicado 26 Março 2015 - 14:54

Hater??? Pois sim... claro! Sabes por acaso o que significa ser um hater? Não basta saber ler e escrever numa língua para perceber efectivamente aquilo que se escreve e lê. Ler algo (muitas vezes na diagonal) e interpretar as coisas que foram ditas e/ou escritas de forma redutora e deturpada tem um nome: iliteracia. 

 

Por acaso fui para algum blogue ou site de terceiros destilar ódio e preconceitos sem fundamento? Por acaso fui ao tópico de alguém ofender essa pessoa por escrever algo que eu não concordo? É que essa é a definição de hater. Que mais depressa é aplicada ao teu comentário construtivo do que a qualquer coisa que eu ou alguém tenha escrito aqui. 

 

Não concordar com uma ideia e despachar o assunto com um comentário "à la frases feitas do facebook" é de uma clarividência e maturidade... ui, ui. 

 

Obrigado pela explicação sobre iliteracia, mas sendo o Inglês a minha língua materna acho que não tenho grandes dificuldades de compreensão.

 

O post não passou de humor, algo sarcástico, deixa-me explicar:

 

>Alguém posta tópico mostrando-se indignado com estrangeirismos

>Eu posto um comentário cujo conteúdo é um estrangeirismo a criticar alguém que fica indignado com alguma coisa

>Profit?

 

E "à lá facebook" qual quê, isto existe antes do facebook pensar em existir.




Partilhar Post #50 agomes

agomes

  • Membro
  • Registo: 21/08/2007
  • Posts: 3582

Publicado 26 Março 2015 - 15:49

Obrigado pela explicação sobre iliteracia, mas sendo o Inglês a minha língua materna acho que não tenho grandes dificuldades de compreensão.

 

O post não passou de humor, algo sarcástico, deixa-me explicar:

 

>Alguém posta tópico mostrando-se indignado com estrangeirismos

>Eu posto um comentário cujo conteúdo é um estrangeirismo a criticar alguém que fica indignado com alguma coisa

>Profit?

 

(...)

 

Longe de mim colocar em causa a tua compreensão da língua materna mas, por vezes, o uso de línguas estrangeiras ou segundas línguas também nos pregam algumas partidas.

 

Profit?

 

Convencido de que estavas a "fazer humor, algo sarcástico" e  "um comentário cujo conteúdo é um estrangeirismo" nem te deves ter dado conta de estar a responder a um tópico sobre o uso de estrangeirismos em textos ou conversas em português e acabaste por colocar um post que está, de facto e pelo contrário, escrito numa língua estrangeira... :)  :)

 

...afinal não é só a lingua portuguesa que, como se costuma dizer, "é muito traiçoeira"...


Editado por agomes, 26 Março 2015 - 15:55 .



Partilhar Post #51 nbplopes

nbplopes

  • Membro
  • Registo: 12/07/2012
  • Posts: 6675

Publicado 26 Março 2015 - 16:06

Mas dizer que fui a site de uma loja de fotografia ver uma full frame em promoção não é o mesmo do que dizer que comprei uma lente muita wide e muita sharp que tinha muita bons reviews embora seja um pouco soft nos cantos!!! É que, para quem vem à procura de esclarecer alguma dúvida, fica com o buffer do cérebro todo sharpeado. 

 

Não tenho dificuldade em rir de mim próprio. Até porque levo mais a sério o que faço do que de mim próprio.

 

Sorri porque de facto uso estrangeirismos e as frases estão engraçadas. Mas em ultima análise não me revejo nestas frases.

 

Sim é verdade que escrevo mal, mas também preocupo-me em fazer intender. O que nem sempre anda a par com o escrever correctamente. Por vezes faço-o excessivamente o que retira um bocado a piada à coisa.

 

Penso que o melhor que se pode tirar desta thread é o alerta que para muitos estrangeirismos há de facto excelentes palavras equivalentes em Português que poderão tornar a comunicação ainda mas assertiva. Ou seja, melhor.

 

Obrigado pelo alerta.

 

Abraço.

 

EDIT: Em relação ao que disse a Catarina concordo com ela nesta parte. Muitos novatos como eu, não tiveram formação formal em fotografia. São autodidactas. Para o ser, e dado o seu domínio da língua Inglesa, por razões óbvias recorreram a conteúdos nessa língua. Os primeiros termos que aprendemos foram nessa língua, e somos diariamente confrontados com os mesmos. Numa segunda fase, é o meu caso, estou já a preocupar-me em aprender os mesmos termos na língua Portuguesa quando possível.

 

Como resolver este problema para lá disto? Não sei. Mas se houvesse mais conteúdos em Português sobre fotografia com pessoas que percebem da poda com a mesma disponibilidade que têm os que produzem em Inglês talvez melhora-se. Pessoas que vivam e respirem fotografia há 10, 15 ou 20 anos. Acontece porem que as pessoas que percebem disto em Portugal não estão para isso a não ser que sejam convidados por um programa de Televisão ou um encontro de fotografia. Ninguém quer se sentar em frente do computador, sozinho, sem palmas, com retribuição financeira incerta, sem jantares convívio, arregaçar as mangas e passar o testemunho. Nem os reformados ...


Editado por nbplopes, 26 Março 2015 - 19:00 .



Partilhar Post #52 amando96

amando96

  • Membro
  • Registo: 30/03/2010
  • Posts: 1013
  • Idade: 28
    • Local: Düsseldorf

Publicado 26 Março 2015 - 16:22

Longe de mim colocar em causa a tua compreensão da língua materna mas, por vezes, o uso de línguas estrangeiras ou segundas línguas também nos pregam algumas partidas.

 

Profit?

 

Convencido de que estavas a "fazer humor, algo sarcástico" e  "um comentário cujo conteúdo é um estrangeirismo" nem te deves ter dado conta de estar a responder a um tópico sobre o uso de estrangeirismos em textos ou conversas em português e acabaste por colocar um post que está, de facto e pelo contrário, escrito numa língua estrangeira... :)  :)

 

...afinal não é só a lingua portuguesa que, como se costuma dizer, "é muito traiçoeira"...

 

01youtried.png




Partilhar Post #53 agomes

agomes

  • Membro
  • Registo: 21/08/2007
  • Posts: 3582

Publicado 26 Março 2015 - 16:36

 

I'm sorry but I can't accept such a generous offer. The prize belongs to you and I much say you deserve it, along with a merit distinction certificate to leave no doubts.

 

---------------------------------

Nota: as minhas desculpas aos falantes de português mas responder a esta oferta de distinção (não merecida) na nossa língua era um pouco o mesmo de estar a pagar na mesma moeda o que aqui tem sido criticado.  :D


Editado por agomes, 26 Março 2015 - 16:37 .



Partilhar Post #54 nbplopes

nbplopes

  • Membro
  • Registo: 12/07/2012
  • Posts: 6675

Publicado 26 Março 2015 - 17:03

I'm sorry but I can't accept such a generous offer. The prize belongs to you and I much say you deserve it, along with a merit distinction certificate to leave no doubts.

 

---------------------------------

Nota: as minhas desculpas aos falantes de português mas responder a esta oferta de distinção (não merecida) na nossa língua era um pouco o mesmo de estar a pagar na mesma moeda o que aqui tem sido criticado.  :D

 

 

Melhor ..

 

M: May I ask for your forgiveness, I no can accept such a generous offer. A prize belongs you-te and must say deserve-o, with a merit of distinsau certificate, to sair no doupts.

 

R: Estás forgiven B), I'm buying the lens quadro-cheio.

 

Isto seria um Inglês num forum Inglês numa Internet governada pela língua Portuguesa.

 

:)

 

PS: É para sorrir um pouco claro.


Editado por nbplopes, 26 Março 2015 - 18:54 .



Partilhar Post #55 agomes

agomes

  • Membro
  • Registo: 21/08/2007
  • Posts: 3582

Publicado 26 Março 2015 - 18:49

Ora tentem usar uma tradução para estes termos:

 

- Zoom

- Raw

- Pixel

- Prime

- Flash

- Bracket

- Grip

- ...

 

Há palavras que mais vale serem ditas em inglês do que tentar encontrar uma tradução. Isto é válido em qualquer área técnica. Então os gajos do marketing e do meio empresarial é que é só termos acabados em "ing"!  :D

 

 

Um desafio difícil, mas vamos lá tentar:

 

Zoom

 

"Word Origin and History for zoom

1886, of echoic origin. Gained popularity c.1917 as aviators began to use it; zoom lens is 1936".

 

Do site: Ciberdúvidas da Língua Portuguesa

 

"Palavra inglesa sem equivalente em Português, do domínio universal. Deve ser usada em itálico (zoom) ou entre aspas ("zoom"). No Brasil, usa-se o aportuguesamento zum, que dispensa aspas (cf. Dicionário Houaiss)".

 

Os brasileiros já resolveram o problema. Como a palavra resulta da tradução, mais ou menos gráfica, de um zumbido e por isso adoptada para um tipo de lentes que fazia um barulho parecido, estaremos mais certos ou teremos necessidade de usar a fórmula inglesa em vez da já introduzida na nossa língua através do Brasil?

 

Um zumbido é mais zoom ou mais zum?

Quando se trata de escrever de acordo com o som, ingleses e americanos, com a sua natural e reconhecida aptidão para falar línguas estrangeiras, não têm dúvidas em dizer e escrever Azores quando a nossa palavra é Açores.

 

RAW

 

 

Já antes aqui tinha sido levantada a questão e a tinha incluído no rascunho de um texto que pensava colocar, por isso aqui vai nessa forma:

 

Raw é uma sigla? Sempre pensei que significasse cru, ou ficheiro não processado

 

 

E pensaste bem. Erro meu.

 

Este é um caso deveras curioso pois RAW aqui não só não significa cru (porque não estamos a falar de entrecosto mas de dados, quanto muito seria "em bruto") como que o ficheiro não esteja "processado" (por alguma razão há ficheiros desses ditos com 10, 12, 14 e 16 bits e, de entre estes, com e sem compressão de dados, com a compressão com e sem descarte (perdas) de dados ou, mesmo, como os mais recentes sRAW, já com o balanço dos brancos fixado).

 

Um ficheiro RAW é um ficheiro que, pretensamente, deveria conter os dados tal e qual foram captados pelo sensor e, se  bem que o nome também se possa aplicar a um sistema de ficheiros, o seu uso em fotografia, para além do significado, refere-se à extensão .RAW fixada para quem segue plenamente o "figurino" original e aberto desse tipo, tal como para outros temos, por exemplo, .JPG, .PDF ou .TIF 

 

O problema é que, contrariamente ao pretendido, cada fabricante, em vez de se ater ao padrão, começou a usar variações com especificações, nem sempre divulgadas, para os ficheiros gravados pelas suas máquinas e, por isso, o que acabamos por conhecer mais facilmente são os .NEF .CR2 ou .CRW, .RAF, etc. 

 

 

A Adobe tentou voltar a um padrão único a que chamou Negativo Digital, com a extensão .DNG, mas até ao momento a adesão de fabricantes de equipamento tem sido muito escassa.

 
Negativo Digital poderia ser um forma para designar  em que consiste o processo, ao lado de .RAW (ou RAW) para nos referirmos ao ficheiro pois é o adoptado para uma extensão de ficheiro e não apenas uma palavra numa determinada língua.
 
Pixel
 
A tradução literal poderia ser ponto o que, aliás, também é um sinónimo inglês da palavra. No entanto, já teve entrada no dicionário com introdução de acento grave : píxel.
 
O Dicionário Houaiss-Portugal já o registava em 2004 e a Porto Editora continua com esta grafia no âmbito do AO.
 
Prime
 
Indo ao original:
 
"In film and photography, a prime lens is either a photographic lens whose focal length is fixed, as opposed to a zoom lens, or it is the primary lens in a combination lens system".
 
 
Como não me parece que o termo aqui seja usado na última acepção , resta-nos a distinção entre uma objectiva de focal fixa e outra de focal variável, pois o uso isolado de "prime" não passa de uma simplificação de "prime lens".
 
Como não devem restar dúvidas acerca da existência de formas completas em português, se quisermos simplificar também o poderemos e aí tanto poderíamos ter "objectiva" como "fixa", já que uma das razões para a escolha do termo "prime" vem de tempos em que, à partida, qualquer objectiva de focal fixa era suposto ter mais qualidade do que uma de focal variável que incluísse uma distância focal equivalente, coisa que hoje em dias já não pode ser afirmado com tanta facilidade nem quer dizer que seja sempre verdade.
 
Flash
 
Se recuarmos ao ano de 1970 e consultarmos, por exemplo, a "revista" Foto-Cine-Som, uma publicação anual com 1116 páginas com "novidades", artigos técnicos e publicidade, vemos que, ao tempo, a designação de "disparador de relâmpago electrónico" era assumida com naturalidade e sem complexos, tanto no texto como nos anúncios, e destes apenas um já usava o termo "flash".
 
Mas, de acordo com o site das Ciberdúvidas da Língua Portuguesa "flache é já a forma registada no Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea, da Academia das Ciências de Lisboa. Um exemplo aí recolhido: «Os flaches dos fotógrafos dispararam todos ao mesmo tempo.» É um aportuguesamento que respeita a ortografia da nossa língua e, ao mesmo tempo, a fonética da palavra inglesa original".
 
Por isso, não será por essa falta que seremos obrigados a usar a palavra inglesa.
 
Bracket
 
De acordo com a definição do Google: - substantivo - "each of a pair of marks [ ] used to enclose words or figures so as to separate them from the context", "a category of people or things that are similar or fall between specified limits" ou - verbo - "enclose (words or figures) in brackets"
 
Esta até pode ser a mais simples e, se quiser ser um tanto ou quanto cínico, a tradução para português dá-nos parêntese, ou seja, um daqueles sinais matemáticos sobejamente conhecidos.
 
Mas, o que aqui pode ser chamado será "Bracketing" e não "Bracket". E, este já adquire um outro significado em Fotografia, muito embora não seja, no meu fraco entender, mais do que colocar numa ordem determinada um certo número de eventos, separados entre si por um valor fixado e compreendidos dentro dum intervalo finito.
 
No seu jeito para simplificar sem mais complicações, os falantes de língua inglesa usam apenas "bracketing" sem acrescentar mais, porque supõem que sendo o contexto conhecido já não é necessário estar com descrições completas, mas nós temos a tendência para "funcionar" ao contrário e achar que dizer escalonamento não chega e é preciso completar com "escalonamento" de exposições, o mesmo acontecendo para "agrupado" ou "agrupamento", que ficam logo condenadas por não ser "disparo agrupado" ou "agrupamento de disparos", e daí a dizer não haver tradução vai um pequeno passo...
 
Pelo seu lado, os nossos vizinhos espanhóis não têm qualquer problema em utilizar o termo horquillado para o efeito, mesmo que também seja possível encontrar o estrangeirismo nas suas revistas e fora.
 
Grip
 
"a part or attachment by which something is held in the hand"
 
Esta foi, para mim, a "impossibilidade" de tradução mais surpreendente pois entre punho, pega e alça parecem haver candidatos para os mais comuns usos da palavra inglesa em fotografia. Ou estarei enganado?
 
:hmm:  :hmm:
 
Claro que para quem pensa que "há palavras que mais vale serem ditas em inglês do que tentar encontrar uma tradução" não haverá muito a dizer e talvez seja por isso que nos deparamos com tantos estrangeirismos, uns que "se levam" e outros sem qualquer razão de ser, especialmente quando se fala para audiências que não estão dentro dessa "facilidade de uso". 
 
Sobre isto, vem-me à lembrança uma cena que vi há bem pouco tempo na TV, acerca do acidente do A320 da Germanwings, em que um especialista referiu o SMS, indicando o seu significado em inglês (Safety Management System) para logo a seguir o designar, pretensamente em português, como Sistema de Safety Aeronáutica...como se costuma dizer: "contra isto, batatas"...
 
-----------------------------------------------------------------------------------------------
 
NOTA: Como diz o nbplopes no post #63, a palavra "flash" é realmente um mau exemplo para pedir tradução, até porque há quem considere a mesma como já assimilada pelo léxico português e figurando nalguns dicionários, havendo mesmo outros, como o Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa (vertente Portugal), que apresentam os dois termos (flash e flache) como sinónimos.
 Nesta acepção, a tradução de flash até poderia ser...flash. E, deste modo não teria estrangeirismo ou, quanto muito, apenas teríamos um "estrangeirismo naturalizado"... com "direito de residência"  :)

Editado por agomes, 27 Março 2015 - 11:41 .



Partilhar Post #56 Mohawking

Mohawking

  • Membro
  • Registo: 25/11/2014
  • Posts: 45
    • Local: Barcelos

Publicado 26 Março 2015 - 18:54

estava aqui a pensar... eu nem sequer sei como dizer "bracketing" em português...

 

E é este o meu grande problema. Eu vivo do Inglês, praticamente todas as formas de media que usufruo são em Inglês, a internet para mim existe quase exclusivamente em Inglês, assim como livros, etc. Daí me saírem sempre imensos estrangeirismos, estou muito mais habituado a isso e no que toca à fotografia sinto-me mais à vontade com termos em Inglês do que em Português, ao ponto de que existem muitas palavras e expressões para as quais desconheço sequer a tradução na nossa língua.




Partilhar Post #57 nbplopes

nbplopes

  • Membro
  • Registo: 12/07/2012
  • Posts: 6675

Publicado 26 Março 2015 - 19:09

E é este o meu grande problema. Eu vivo do Inglês, praticamente todas as formas de media que usufruo são em Inglês, a internet para mim existe quase exclusivamente em Inglês, assim como livros, etc. Daí me saírem sempre imensos estrangeirismos, estou muito mais habituado a isso e no que toca à fotografia sinto-me mais à vontade com termos em Inglês do que em Português, ao ponto de que existem muitas palavras e expressões para as quais desconheço sequer a tradução na nossa língua.

 

Temos aí uma partilha do agomes que nos pode ajudar um pouco. 




Partilhar Post #58 Samwise

Samwise

  • Membro
  • Registo: 03/03/2011
  • Posts: 2875
  • Idade: 45
    • Local: Lisboa

Publicado 26 Março 2015 - 20:58

Por entre algumas curvas turtuosas, vamos no bom caminho para elaborar um mini-prontuário de termos, significados e definições para o fotógrafo iniciante que se aventura por estas bandas. ^_^

 

Algo que possa ser colocado, por exemplo, junto das assinaturas através de um link (de uma ligação, quero dizer), ou mencionado sempre que um maçarico entrar aqui e levar com uma reposta cheia de "zuns", "flaches", "UGAs" e "sharpes". :D

 

(não estou completamente a brincar...)




Partilhar Post #59 iMarco

iMarco

  • Membro
  • Vencedor do mês +
  • Registo: 12/09/2014
  • Posts: 4254
  • Idade: 41
    • Local: Viseu

Publicado 26 Março 2015 - 21:25

Um desafio difícil, mas vamos lá tentar:
 
Zoom
 
"Word Origin and History for zoom[/size]
1886, of echoic origin. Gained popularity c.1917 as aviators began to use it; zoom lens is 1936".
 
Do site: Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
 
"Palavra inglesa sem equivalente em Português, do domínio universal. Deve ser usada em itálico (zoom) ou entre aspas ("zoom"). No Brasil, usa-se o aportuguesamento zum, que dispensa aspas (cf. Dicionário Houaiss)".
 
Os brasileiros já resolveram o problema. Como a palavra resulta da tradução, mais ou menos gráfica, de um [/size]zumbido e por isso adoptada para um tipo de lentes que fazia um barulho parecido, estaremos mais certos ou teremos necessidade de usar a fórmula inglesa em vez da já introduzida na nossa língua através do Brasil?
 
Um zumbido é mais zoom ou mais zum?
Quando se trata de escrever de acordo com o som, ingleses e americanos, com a sua natural e reconhecida aptidão para falar línguas estrangeiras, não têm dúvidas em dizer e escrever Azores quando a nossa palavra é Açores.
 
RAW
 
 
Já antes aqui tinha sido levantada a questão e a tinha incluído no rascunho de um texto que pensava colocar, por isso aqui vai nessa forma:
 

 
 

 
Este é um caso deveras curioso pois RAW aqui não só não significa cru (porque não estamos a falar de entrecosto mas de dados, quanto muito seria "em bruto") como que o ficheiro não esteja "processado" (por alguma razão há ficheiros desses ditos com 10, 12, 14 e 16 bits e, de entre estes, com e sem compressão de dados, com a compressão com e sem descarte (perdas) de dados ou, mesmo, como os mais recentes sRAW, já com o balanço dos brancos fixado).

 
Um ficheiro RAW é um ficheiro que, pretensamente, deveria conter os dados tal e qual foram captados pelo sensor e, se  bem que o nome também se possa aplicar a um sistema de ficheiros, o seu uso em fotografia, para além do significado, refere-se à extensão .RAW fixada para quem segue plenamente o "figurino" original e aberto desse tipo, tal como para outros temos, por exemplo, .JPG, .PDF ou .TIF 
 
O problema é que, contrariamente ao pretendido, cada fabricante, em vez de se ater ao padrão, começou a usar variações com especificações, nem sempre divulgadas, para os ficheiros gravados pelas suas máquinas e, por isso, o que acabamos por conhecer mais facilmente são os .NEF .CR2 ou .CRW, .RAF, etc. 
 
 
A Adobe tentou voltar a um padrão único a que chamou Negativo Digital, com a extensão .DNG, mas até ao momento a adesão de fabricantes de equipamento tem sido muito escassa.

 
Negativo Digital poderia ser um forma para designar  em que consiste o processo, ao lado de .RAW (ou RAW) para nos referirmos ao ficheiro pois é o adoptado para uma extensão de ficheiro e não apenas uma palavra numa determinada língua.
 
Pixel
 
A tradução literal poderia ser ponto o que, aliás, também é um sinónimo inglês da palavra. No entanto, já teve entrada no dicionário com introdução de acento grave : píxel.
 
O Dicionário Houaiss-Portugal já o registava em 2004 e a Porto Editora continua com esta grafia no âmbito do AO.
 
Prime
 
Indo ao original:
 
"In film and photography, a prime lens is either a photographic lens whose focal length is fixed, as opposed to a zoom lens, or it is the primary lens in a combination lens system".
 
 
Como não me parece que o termo aqui seja usado na última acepção , resta-nos a distinção entre uma objectiva de focal fixa e outra de focal variável, pois o uso isolado de "prime" não passa de uma simplificação de "prime lens".
 
Como não devem restar dúvidas acerca da existência de formas completas em português, se quisermos simplificar também o poderemos e aí tanto poderíamos ter "objectiva" como "fixa", já que uma das razões para a escolha do termo "prime" vem de tempos em que, à partida, qualquer objectiva de focal fixa era suposto ter mais qualidade do que uma de focal variável que incluísse uma distância focal equivalente, coisa que hoje em dias já não pode ser afirmado com tanta facilidade nem quer dizer que seja sempre verdade.
 
Flash
 
Se recuarmos ao ano de 1970 e consultarmos, por exemplo, a "revista" Foto-Cine-Som, uma publicação anual com 1116 páginas com "novidades", artigos técnicos e publicidade, vemos que, ao tempo, a designação de "disparador de relâmpago electrónico" era assumida com naturalidade e sem complexos, tanto no texto como nos anúncios, e destes apenas um já usava o termo "flash".
 
Mas, de acordo com o site das Ciberdúvidas da Língua Portuguesa "flache é já a forma registada no Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea, da Academia das Ciências de Lisboa. Um exemplo aí recolhido: «Os flaches dos fotógrafos dispararam todos ao mesmo tempo.» É um aportuguesamento que respeita a ortografia da nossa língua e, ao mesmo tempo, a fonética da palavra inglesa original".
 
Por isso, não será por essa falta que seremos obrigados a usar a palavra inglesa.
 
Bracket
 
De acordo com a definição do Google: - substantivo - "each of a pair of marks [ ] used to enclose words or figures so as to separate them from the context", "a category of people or things that are similar or fall between specified limits" ou - verbo - "enclose (words or figures) in brackets"
 
Esta até pode ser a mais simples e, se quiser ser um tanto ou quanto cínico, a tradução para português dá-nos parêntese, ou seja, um daqueles sinais matemáticos sobejamente conhecidos.
 
Mas, o que aqui pode ser chamado será "Bracketing" e não "Bracket". E, este já adquire um outro significado em Fotografia, muito embora não seja, no meu fraco entender, mais do que colocar numa ordem determinada um certo número de eventos, separados entre si por um valor fixado e compreendidos dentro dum intervalo finito.
 
No seu jeito para simplificar sem mais complicações, os falantes de língua inglesa usam apenas "bracketing" sem acrescentar mais, porque supõem que sendo o contexto conhecido já não é necessário estar com descrições completas, mas nós temos a tendência para "funcionar" ao contrário e achar que dizer escalonamento não chega e é preciso completar com "escalonamento" de exposições, o mesmo acontecendo para "agrupado" ou "agrupamento", que ficam logo condenadas por não ser "disparo agrupado" ou "agrupamento de disparos", e daí a dizer não haver tradução vai um pequeno passo...
 
Pelo seu lado, os nossos vizinhos espanhóis não têm qualquer problema em utilizar o termo horquillado para o efeito, mesmo que também seja possível encontrar o estrangeirismo nas suas revistas e fora.
 
Grip
 
"a part or attachment by which something is held in the hand"
 
Esta foi, para mim, a "impossibilidade" de tradução mais surpreendente pois entre punho, pega e alça parecem haver candidatos para os mais comuns usos da palavra inglesa em fotografia. Ou estarei enganado?
 
:hmm:  :hmm:
 
Claro que para quem pensa que "há palavras que mais vale serem ditas em inglês do que tentar encontrar uma tradução" não haverá muito a dizer e talvez seja por isso que nos deparamos com tantos estrangeirismos, uns que "se levam" e outros sem qualquer razão de ser, especialmente quando se fala para audiências que não estão dentro dessa "facilidade de uso". 
 
Sobre isto, vem-me à lembrança uma cena que vi há bem pouco tempo na TV, acerca do acidente do A320 da Germanwings, em que um especialista referiu o SMS, indicando o seu significado em inglês (Safety Management System) para logo a seguir o designar, pretensamente em português, como Sistema de Safety Aeronáutica...como se costuma dizer: "contra isto, batatas"...


Uma espécie de serviço público fotográfico.

Muito obrigado.

Acerca do Bracketing, quando o Pavas me explicou o que era, lembro-me de ele ter utilizado o termo "escalonamento" para eu entender melhor a coisa. Depois pegou o "estrangeirismo" e ficou.


Partilhar Post #60 Oliveiravlg

Oliveiravlg

  • Membro
  • Registo: 29/12/2014
  • Posts: 3011
  • Idade: 54
    • Local: Valongo

Publicado 26 Março 2015 - 21:43

Bom, já sei o que quer dizer mais algumas palavras do métier. :D :clap: