Ir para conteúdo

  • Facebook

  • Este site usa cookies para melhorar a sua experiência como utilizador. Ao utilizar o site está a aceitar o uso de cookies. SABER MAIS ENTENDI

Foto

Se o Photoshop fosse banido ....


  • Por favor inicie sessão para responder
321 respostas a este tópico

IT Partilhar Post #1 nbplopes

nbplopes

  • Membro
  • Registo: 12/07/2012
  • Posts: 6675

Publicado 28 Maio 2014 - 07:54

"If photoshop were to be banned most  magazines would come out with blank pages. The answer is yes indeed, photoshop has eroded the basic quality of photography which is believability". - Elliot Erwitt

 

Se photoshop fosse banido a maioria das revistas sairia com páginas em branco. A resposta é sim, de fato, photoshop erodiu a qualidade básica de fotografia que é credibilidade.

 

Comentários

 




Anúncios

Partilhar Post #2 zimarrio

zimarrio

  • Membro
  • Registo: 22/10/2009
  • Posts: 529
  • Idade: 39
    • Local: Porto

Publicado 28 Maio 2014 - 08:43

A questão da credibilidade já se colocava antes do photoshop.

 

http://twistedsifter...ed-photographs/




Partilhar Post #3 diogon

diogon

  • Membro
  • Registo: 09/10/2008
  • Posts: 3920
  • Idade: 46

Publicado 28 Maio 2014 - 08:49

A questão da credibilidade já se colocava antes do photoshop.
 
http://twistedsifter...ed-photographs/

Obviamente. :)


IT Partilhar Post #4 nbplopes

nbplopes

  • Membro
  • Registo: 12/07/2012
  • Posts: 6675

Publicado 28 Maio 2014 - 09:18

Vamos lá pessoal a coisa parece ser um bocado mais profunda do que a argumentação fácil. Acham que o homem não sabe desses exemplos?

 

Ou seja, até que ponto este facilitismo é integrado na nossa estética fotográfica,

 

Até mesmo na forma como tratamos as imagens e aquilo que podermos considerar como excelentes exemplos do uso da cor, uso da luz, e muitas outras coisas, mesmo em fotos  obtidas com luz natural. Coisas que no fim do dia a imagem final obtida não tem rigorosmente nada a haver com aquilo que estava minimamente presente durante o acto fotográfico.

 

Apenas mais uns ponto que advém desta reflexão.


Editado por nbplopes, 28 Maio 2014 - 09:24 .



Partilhar Post #5 diogon

diogon

  • Membro
  • Registo: 09/10/2008
  • Posts: 3920
  • Idade: 46

Publicado 28 Maio 2014 - 09:25

Eu não sei o que ele quer dizer, em maior ou menor grau a fotografia sempre foi uma mentira, ainda por cima ele refere-se especificamente ao Ps quando no analógico fazia-se muito coisa que o Ps hoje em dia faz, mesmo que não fosse Erwitt a fazer as suas revelações e provas decerto que sabia como se faziam e o que se podia fazer. Ou seja, isto parece-me mais um aviso a eventuais excessos no ps e por tabela na fotografia actual, da massificação da mesma e das suas consequências mais imediatas do que propriamente uma preocupação com a realidade da fotografia ou da credibilidade da mesma.  




Partilhar Post #6 . JP .

. JP .

  • Membro
  • Registo: 01/02/2013
  • Posts: 3186
  • Idade: 45
    • Local: Maia
    • You shoot me down but i won't fall. I am titanium!

Publicado 28 Maio 2014 - 09:40

Numa perspectiva inversa...

 

Admito que ao referir photoshop se esteja a generalizar sobre app's de edição de imagem que permitem elevadas manipulações e não apenas a um produto maqueavélico da Adobe... :)

 

O que eu entendo:

Se o "photoshop" não existisse então o motor de rendering de JPEG incorporado nas nossas maquinas fazia ainda mais do que já faz...

Se analisares a lista abaixo deixa muita app com vergonha

(Lista da minha nikon D5100)

 

Active D-Lighting
Red-eye reduction
Trimming
Monochrome & filter effects
Color balance
Image overlay
RAW Processing
Resize
Quick retouch
Straighten
Distortion control
Fisheye effect
Color outline
Color sketch
Perspective control
Miniature effect
Selective Color
Edit movie
Sharp control
Saturation
Pre-defined profiles
Auto-Blend 2 exposures
Auto HDR
 
"out-of-the-camera" photography também pode ser incluida nessa gama de fotografia manipulada??....pelo menos a mim parece-me que sim.
 
E manipulação é propriamente o que ?
E manipulação excessiva é propriamente o que ? Na altura do filme manipulação excessiva já existia.
No fundo tudo se resume ao limite pessoal que cada um traça entre o que considera adequado e excessivo dentro da fotografia. Isso é que me parece relevante e cada um deve conhecer claramente esse limite (estritamente pessoal)
 
Voltando ao Ansel, o que ele fazia para muitos é photoshop da pesada e para outros é a maior referencia e o ultimo grande inovador em paisagem.
 
O facto da publicidade e comunicação nos dias de hoje usar de todas as formas possiveis para tornar a mensagem o mais apelativo possivel parece-me inevitável e uma discussão vazia (nesse ponto em particular).



Partilhar Post #7 diogon

diogon

  • Membro
  • Registo: 09/10/2008
  • Posts: 3920
  • Idade: 46

Publicado 28 Maio 2014 - 10:16

 

Até mesmo na forma como tratamos as imagens e aquilo que podermos considerar como excelentes exemplos do uso da cor, uso da luz, e muitas outras coisas, mesmo em fotos  obtidas com luz natural. Coisas que no fim do dia a imagem final obtida não tem rigorosmente nada a haver com aquilo que estava minimamente presente durante o acto fotográfico.

 

 

Já no tempo do analógico isso acontecia...

 

O JP toca num ponto importante e interessante, ou seja, quem diz, com puritanismo bacoco, que a foto não teve ps, que foi como saiu da câmera, esquece-se, para além dos mil e um efeitos possíveis que o Jp elencou, que o próprio processador da máquina, que processa e interpreta a luz que entrou é em si já uma manipulação, feito por engenheiros de determinada marca e pela sua interpretação do que seria a imagem. A deles, não a nossa... :)  

Quanto aos excessos, concordo que está na medida de cada um, embora haja muito boa gente que não tem a mínima noção do que está a fazer e porque o está a fazer.




Partilhar Post #8 Gonçalo-Rodrigues

Gonçalo-Rodrigues

  • Membro
  • Registo: 09/01/2011
  • Posts: 1140
  • Idade: 33
    • Local: Lisboa

Publicado 28 Maio 2014 - 11:19

Para mim o Photoshop é essencial.

Muitas vezes se não na maioria das vezes, o Photoshop é a forma de tornar a imagem captada mais proxima do motivo fotografado.

 

No analógico, e no meu caso, o PS é das maiores ajudas que tenho para eliminar poeiras ou sujidade nos negativos.

 

Agora, extremismos no uso, eliminação de partes que existiam no motivo fotografado, a meu ver já não passa por edição mas sim manipulação de imagem.




Partilhar Post #9 Dropshadow

Dropshadow

  • Membro
  • Registo: 12/03/2014
  • Posts: 140

Publicado 28 Maio 2014 - 11:23

Lembro-me de ver há uns tempos um vídeo no YouTube, de um fotografo brasileiro profissional, que falava exactamente do que aqui está a ser debatido. Era um senhor já com alguma idade, que sempre trabalhou com filme e teve que se adaptar às DSLR. Falava precisamente no facto em 90% das suas fotografias saírem prontas da máquina para impressão, não criticando a pós-produção, mas sim o exagero extremo na edição.

 

Defendia que as únicas "edições" necessárias era a correcção do WB e pouco mais. Tudo para que a imagem que a máquina captara se assemelhasse o máximo possível ao que os olhos dele estavam a ver, tentando com isso transmitir o que realmente via e não uma imagem muito diferente da realidade. Basicamente ele tocou em muitos dos pontos já falados nos comentários anteriores.




Partilhar Post #10 . JP .

. JP .

  • Membro
  • Registo: 01/02/2013
  • Posts: 3186
  • Idade: 45
    • Local: Maia
    • You shoot me down but i won't fall. I am titanium!

Publicado 28 Maio 2014 - 11:44

E voltando a virar a mesa ao contrario....

 

"qualidade básica da fotografia : credibilidade"

Mais uma afirmação errada.

 

Num processo artistico e criativo a representação da realidade não é imperativo. O filme nunca foi um processo aproximado da realidade e o digital também não. Demasiadas limitações em cada um.

A manipulação "per si" é que pode tentar chegar ao aproximado da realidade ou não....parece-me...

 

Por outro lado temos a realidade interpretada pelo nosso cérebro (que está longe da "realidade real"), a interpretação do colorimetro de cada fabricante e do gosto de cada um....

 

 

 

Lembro-me de ver há uns tempos um vídeo no YouTube, de um fotografo brasileiro profissional, que falava exactamente do que aqui está a ser debatido. Era um senhor já com alguma idade, que sempre trabalhou com filme e teve que se adaptar às DSLR. Falava precisamente no facto em 90% das suas fotografias saírem prontas da máquina para impressão, não criticando a pós-produção, mas sim o exagero extremo na edição.

 

Defendia que as únicas "edições" necessárias era a correcção do WB e pouco mais. Tudo para que a imagem que a máquina captara se assemelhasse o máximo possível ao que os olhos dele estavam a ver, tentando com isso transmitir o que realmente via e não uma imagem muito diferente da realidade. Basicamente ele tocou em muitos dos pontos já falados nos comentários anteriores.

 

Isso é mais uma ilusão de que os instrumentos usados (máquinas) retratam de forma fiel a realidade. Nada mais falso a meu ver.

Não tenho uma unica fotografia que represente de forma fiel a realidade...tenho algumas que me transmitem algumas das sensações que experimentei naquele momento...O mais interessante é que para nos levar nessa viagem a foto não precisa de ser "realista"....




IT Partilhar Post #11 nbplopes

nbplopes

  • Membro
  • Registo: 12/07/2012
  • Posts: 6675

Publicado 28 Maio 2014 - 14:58

Penso que quando ele fala de "belivability", fala de "belivability" fotográfica não tanto a realidade.

 

Ou seja, que a imagem final representa aquilo que viste com os teus olhos e a câmera captou no acto do click, e não aquilo que imaginaste que viste ou criaste já em PP? 


Editado por nbplopes, 28 Maio 2014 - 15:04 .



Partilhar Post #12 Halegria

Halegria

  • Membro
  • Registo: 01/05/2014
  • Posts: 422
    • Local: Portugal

Publicado 28 Maio 2014 - 15:12

E voltando a virar a mesa ao contrario....

 

"qualidade básica da fotografia : credibilidade"

Mais uma afirmação errada.

 

Num processo artistico e criativo a representação da realidade não é imperativo. O filme nunca foi um processo aproximado da realidade e o digital também não. Demasiadas limitações em cada um.

A manipulação "per si" é que pode tentar chegar ao aproximado da realidade ou não....parece-me...

 

Por outro lado temos a realidade interpretada pelo nosso cérebro (que está longe da "realidade real"), a interpretação do colorimetro de cada fabricante e do gosto de cada um....

 

 

 

 

Isso é mais uma ilusão de que os instrumentos usados (máquinas) retratam de forma fiel a realidade. Nada mais falso a meu ver.

Não tenho uma unica fotografia que represente de forma fiel a realidade...tenho algumas que me transmitem algumas das sensações que experimentei naquele momento...O mais interessante é que para nos levar nessa viagem a foto não precisa de ser "realista"....

X2




Partilhar Post #13 . JP .

. JP .

  • Membro
  • Registo: 01/02/2013
  • Posts: 3186
  • Idade: 45
    • Local: Maia
    • You shoot me down but i won't fall. I am titanium!

Publicado 28 Maio 2014 - 15:58

Penso que quando ele fala de "belivability", fala de "belivability" fotográfica não tanto a realidade.

 

Ou seja, que a imagem final representa aquilo que viste com os teus olhos e a câmera captou no acto do click, e não aquilo que imaginaste que viste ou criaste já em PP? 

Nuno, talvez a minha interpretação tenha sido um tanto livre mas repara que o processo criativo do citado é vasto e em alguns casos cheira-me a algum Photoshop, mas posso estar errado pois não o conheço minimamente.

O homem até pseudonio usa:

https://www.google.p...iw=1600&bih=732




IT Partilhar Post #14 nbplopes

nbplopes

  • Membro
  • Registo: 12/07/2012
  • Posts: 6675

Publicado 28 Maio 2014 - 16:18

Photoshop e processo criativo são coisas destintas para mim.

Vou dar um exemplo meu do que penso que ele quer dizer levado ao extremo.

Fotografia:

qs5j.jpg

Imagem final:

bscpi.jpg

O PP ainda nao esta Como quero MAs da Para perceber a ideia

Fotografia e imagem final.

g46w.jpg

Pelo que entando dele, a imagem final da primeira é em termos fotográficos menos bem conseguida do que a segunda. Pese embora para alguns a segunda imagem nao tenha interesse algum.

Repara, não estou a manifestar a minha opinião sobre o que ele disse.

Estou apenas manifestar o meu intendimento do que ele diz. Sendo que não li apenas este comentário para formar este intendimento.


Editado por nbplopes, 28 Maio 2014 - 18:56 .



Partilhar Post #15 diogon

diogon

  • Membro
  • Registo: 09/10/2008
  • Posts: 3920
  • Idade: 46

Publicado 28 Maio 2014 - 16:44

Penso que quando ele fala de "belivability", fala de "belivability" fotográfica não tanto a realidade.

 

Ou seja, que a imagem final representa aquilo que viste com os teus olhos e a câmera captou no acto do click, e não aquilo que imaginaste que viste ou criaste já em PP? 

E porque é que a representação da realidade para o fotógrafo, uma espécie de verdade para com ele próprio, uma ética,  se perde?Tudo tem a ver com o que ele quer exprimir e que processo criativo quer explorar, se quer ser fiel ao que (julga) que viu (porque o processo de memória pode ser muito traiçoeiro) se quer antes interpretar o que viu, ou se o que viu é apenas um meio para alcançar um resultado final que pretende, sem que tenha nada ou pouco a ver com o que viu (fotografou inicialmente). Tudo é possível, num processo criativo o que não quer dizer, obviamente, que tudo resulte. :)  




Partilhar Post #16 . JP .

. JP .

  • Membro
  • Registo: 01/02/2013
  • Posts: 3186
  • Idade: 45
    • Local: Maia
    • You shoot me down but i won't fall. I am titanium!

Publicado 28 Maio 2014 - 16:48

Se aquilo que referes é este texto/entrevista:

http://www.dazeddigi...-elliott-erwitt

 

Repara que a pergunta que lhe foi colocada não está relacionada com o titulo deste topico, ou seja, não lhe perguntaram o que acontecia se o PS fosse banido mas sim se ele achava se os fotografos tiram fotos com a ideia pré-concebida do que podem resolver em PP não se esforçando o suficiente para resolver logo no local....é uma assunto e uma temática completamente diferente.

[EDIT] : Completamente diferente mas igualmente interessante de discutir.

 

E porque é que a representação da realidade para o fotógrafo, uma espécie de verdade para com ele próprio, uma ética,  se perde?Tudo tem a ver com o que ele quer exprimir e que processo criativo quer explorar, se quer ser fiel ao que (julga) que viu (porque o processo de memória pode ser muito traiçoeiro) se quer antes interpretar o que viu, ou se o que viu é apenas um meio para alcançar um resultado final que pretende, sem que tenha nada ou pouco a ver com o que viu (fotografou inicialmente). Tudo é possível, num processo criativo o que não quer dizer, obviamente, que tudo resulte. :)  

x2


Editado por . JP ., 28 Maio 2014 - 16:51 .



IT Partilhar Post #17 nbplopes

nbplopes

  • Membro
  • Registo: 12/07/2012
  • Posts: 6675

Publicado 28 Maio 2014 - 18:10

Se aquilo que referes é este texto/entrevista:

http://www.dazeddigi...-elliott-erwitt

 

Repara que a pergunta que lhe foi colocada não está relacionada com o titulo deste topico, ou seja, não lhe perguntaram o que acontecia se o PS fosse banido mas sim se ele achava se os fotografos tiram fotos com a ideia pré-concebida do que podem resolver em PP não se esforçando o suficiente para resolver logo no local....é uma assunto e uma temática completamente diferente.

[EDIT] : Completamente diferente mas igualmente interessante de discutir.

 

x2

 

@Diogon, ele não me parece dizer nada sobre o processo criativo. 

 

@.JP.

 

Sim é esse artigo.

 

Á pergunta:

 

"You have often resisted using digital manipulation on your photographs, do you think photographers at the moment rely too much on photoshop?"

 

Ele responde. Duas ideias conexas para ele. Uma que tem a haver com directamente com a questão:

 

1) "If photoshop were to be banned most consumer magazines would come out with blank pages."

 

Ou seja responde que sim! 

 

No entanto acrescenta também o seguinte que não se prende directamente com a pergunta ...

 

2) "The answer is yes indeed, photoshop has eroded the basic quality of photography which is believability."

 

Ou seja, se fosse apenas um mero esforço de dedicação antes do click ou depois do click certamente o Photoshop não teria qualquer influência no "believability".

 

Novamente não estou a dar a minha opinião. Ainda estamos na fase de intepretação do que ele diz. Não fala em criatividade, nada dessas coisas.

 

Abraço,

 

Nuno 


Editado por nbplopes, 28 Maio 2014 - 18:12 .



Partilhar Post #18 diogon

diogon

  • Membro
  • Registo: 09/10/2008
  • Posts: 3920
  • Idade: 46

Publicado 28 Maio 2014 - 18:24

Mas o processo criativo é inerente à "arte" fotográfica, não é preciso falar dele, ele está lá, existe...

 

De todo o modo, penso que a frase assim solta, vai mais longe do que o limite que ele lhe quis dar, é o que me continua a parecer. 




IT Partilhar Post #19 nbplopes

nbplopes

  • Membro
  • Registo: 12/07/2012
  • Posts: 6675

Publicado 28 Maio 2014 - 18:35

O processo criativo é irrelevante para a discussão pese embora esteja presente em qualquer coisa que nós criamos.

 

Repara, ele não diz que as pessoas que o uso do Photoshop é mais ou menos criativo que quem não usa.




Partilhar Post #20 diogon

diogon

  • Membro
  • Registo: 09/10/2008
  • Posts: 3920
  • Idade: 46

Publicado 28 Maio 2014 - 18:39

O processo criativo é irrelevante para a discussão pese embora esteja presente em qualquer coisa que nós criamos.

 

 

Pelo contrário, é absolutamente essencial. 

Porque é dentro do processo criativo que se define se se usa o ps, como e quanto.