Ir para conteúdo

  • Facebook

  • Este site usa cookies para melhorar a sua experiência como utilizador. Ao utilizar o site está a aceitar o uso de cookies. SABER MAIS ENTENDI

Foto

Fotografar de noite sem tripé é um acto heróico ou pura parvoíce


  • Por favor inicie sessão para responder
70 respostas a este tópico

Partilhar Post #21 Jimlizard

Jimlizard

  • Novo Membro
  • Registo: 21/11/2005
  • Posts: 0
  • Idade: 37

Publicado 11 Novembro 2008 - 12:25


Com tripé ficava um sonho? Ficava. Maior que este tamanho fica miserável? Se calhar fica, mas para o tamanho em que publiquei a mim agrada-me.


O problema aqui nem é a falta de tripé, mas sim a falta de um filtro graduado.
Os primeiros planos não têm qualquer informação e estou certo que, com o tipo de medição utilizada, a velocidade ainda conseguiu ser perfeitamente segura, já que se limitou a expor correctamente o céu.


Anúncios

Partilhar Post #22 gehn

gehn

  • Membro
  • Registo: 29/10/2008
  • Posts: 561

Publicado 11 Novembro 2008 - 12:34


Bem estas fotos precisavam quase do dobro da luz... claro que sem tripé é impossível.
Eu neste caso ou arranjava onde apoiar a máquina ou então simplesmente não fazia a foto.


Claro que precisavam... mas não tinha e não me apeteceu deixar fugir aquele céu... e o tripé tava a 50 Km. A questão é: são menos fotos? Evidente que, com reservas, mas se só se tiram fotos em condições óptimas, eu passo a disparar 2 vezes por semana. Raios, qual é a característica da noite? É não ter luz e logo dificultar a visão. Logo, numa foto destas conta o que se vê. Se o que se vê é o pretendido, na medida do possível, óptimo. Há que assumir falta de luz, grão e afins. É evidente que aqui a restante qualidade das fotos pode não ser boa. Mas e se fosse? O que é preferível? Fotos com exposição direitinha mas banais? Ou fotos com "dificuldades" mas que pela cor, momento, enquadramento têm validade?


Partilhar Post #23 gehn

gehn

  • Membro
  • Registo: 29/10/2008
  • Posts: 561

Publicado 11 Novembro 2008 - 12:37

O problema aqui nem é a falta de tripé, mas sim a falta de um filtro graduado.
Os primeiros planos não têm qualquer informação e estou certo que, com o tipo de medição utilizada, a velocidade ainda conseguiu ser perfeitamente segura, já que se limitou a expor correctamente o céu.


1/6 e por aí. Não é grande segurança. O uso do graduado não dava margem... Solução perfeita era o tripé, no mínimo um monopé, embora fazer mais que 1" num monopé me levante algumas reservas...


Partilhar Post #24 John

John

  • Membro
  • Registo: 28/11/2006
  • Posts: 1910
    • Local: Queluz

Publicado 11 Novembro 2008 - 12:37

Só com tripé para além de direitinhas, outra exposição de certeza que te proporcionava melhores tons.
E, a ausência de luz numa foto é tudo.


IT Partilhar Post #25 Luis Leonardo

Luis Leonardo

  • Membro
  • Registo: 13/05/2008
  • Posts: 2649
  • Idade: 43
    • Local: Lisboa

Publicado 11 Novembro 2008 - 12:39

Ou fotos com "dificuldades" mas que pela cor, momento, enquadramento têm validade?


Acho que estamos a falar de dois tipos distintos de fotos, a foto do momento tipo point & shot e a fotografia artística.

No caso das fotos que apresentas-te e até segundo a tua descrição, estas não passam de simples point & shot, se fosses buscar o tripé, os filtros e medisses correctamente a luz, tinhas aquilo que eu chamo de foto artística.

Sei que há momentos em que os dois conceitos se cruzam, mas no caso das exposições nocturnas acho que não há qualquer dúvida.


IT Partilhar Post #26 Luis Leonardo

Luis Leonardo

  • Membro
  • Registo: 13/05/2008
  • Posts: 2649
  • Idade: 43
    • Local: Lisboa

Publicado 11 Novembro 2008 - 12:41

1/6 e por aí. Não é grande segurança. O uso do graduado não dava margem... Solução perfeita era o tripé, no mínimo um monopé, embora fazer mais que 1" num monopé me levante algumas reservas...



O monopé é como o Estabilizador, ajuda... mas não faz milagres, tu de monopé se calhar já és capaz de ir perto de 1", mas não vais muito mais longe, a estabilidade da máquina continua a depender do factor humano.


Partilhar Post #27 Jimlizard

Jimlizard

  • Novo Membro
  • Registo: 21/11/2005
  • Posts: 0
  • Idade: 37

Publicado 11 Novembro 2008 - 12:46

1/6 e por aí. Não é grande segurança. O uso do graduado não dava margem... Solução perfeita era o tripé, no mínimo um monopé, embora fazer mais que 1" num monopé me levante algumas reservas...


Bom (não perfeito) era o tripé e o/s filtro/s, já que nunca ficará bem um primeiro plano sem o mínimo de informação, por mais nítida que a foto esteja.

Fotos com exposição direitinha mas banais? Ou fotos com "dificuldades" mas que pela cor, momento, enquadramento têm validade?


Com todo o respeito, com ou sem equipamento, as fotos serão sempre banais. :)
Há milhares de fotos do género em sites de fotografia, com execução técnica muito superior.
Mesmo as que são bem executadas raramente passam da banalidade. E eu não digo que não faço montes de coisas banais e sem interesse, mas tenho noção disso.

Isto é o tipo de foto em que o desfocado ou tremido não prejudica o resultado, muito pelo contrário. Mas estamos a falar de temas completamente diferentes.

Imagem Colocada

Imagem Colocada


Partilhar Post #28 gehn

gehn

  • Membro
  • Registo: 29/10/2008
  • Posts: 561

Publicado 11 Novembro 2008 - 12:47

É evidente que tem tudo a ver com nível de exigência. Neste caso eu queria aquele céu e o que tinha à mão permitiu-me apanhar "aquilo"...
A minha falta de saber e experiência, a não existirem podia ter-me permitido, com os recursos existentes, fazer melhor. Isso é-me evidente.

O ponto aqui é que se o que se pretende é cumprido, que não será, admito sem dificuldade, o caso, acho que não deve haver inibição de se mandar para lá, só porque as condições não são as ideais.


Partilhar Post #29 John

John

  • Membro
  • Registo: 28/11/2006
  • Posts: 1910
    • Local: Queluz

Publicado 11 Novembro 2008 - 12:49

O ponto aqui é que se o que se pretende é cumprido, que não será, admito sem dificuldade, o caso, acho que não deve haver inibição de se mandar para lá, só porque as condições não são as ideais.


Desculpa mas não percebi muito bem.....


IT Partilhar Post #30 Luis Leonardo

Luis Leonardo

  • Membro
  • Registo: 13/05/2008
  • Posts: 2649
  • Idade: 43
    • Local: Lisboa

Publicado 11 Novembro 2008 - 12:51

Jimlizard concordo plenamente contigo.

E apesar das fotos que apresentas-te no fundo até poderem ser consideradas fotos de momento (típicos point & shot), dai à foto do amigo bêbado tirado pela telemóvel ainda vai muito, mesmo muito.


Partilhar Post #31 gehn

gehn

  • Membro
  • Registo: 29/10/2008
  • Posts: 561

Publicado 11 Novembro 2008 - 12:52

Bom (não perfeito) era o tripé e o/s filtro/s, já que nunca ficará bem um primeiro plano sem o mínimo de informação, por mais nítida que a foto esteja.


Essa do primeiro plano sem informação deixa-me algumas dúvidas. Há que ter presente que eu falo somente da minha opinião, sem qualquer tipo de conhecimento especial que a suporte. Reafirmo é que não acho que deva existir dogmatismo no que toca a fotografia ou a qualquer outro tipo de expressão.

Vê este exemplo:
http://www.danheller...mg24.html#img28


Partilhar Post #32 gehn

gehn

  • Membro
  • Registo: 29/10/2008
  • Posts: 561

Publicado 11 Novembro 2008 - 12:56

Desculpa mas não percebi muito bem.....


O que queria dizer é que se tens pressupostos rígidos para decidires se fotografas ou não, vais passar a maior parte do tempo sem fotografar, e, na minha humilde opinião, perder muito boas fotos. É evidente que esta discussão tem a premissa das minhas fotos que estão más, não só pela falta de exposição, mas acho que se te é possível captar o que queres, ainda que não nas melhores condições, não nos devemos inibir de o fazer. Os exemplos do jimlizzard são muito bons nisso. 


Partilhar Post #33 John

John

  • Membro
  • Registo: 28/11/2006
  • Posts: 1910
    • Local: Queluz

Publicado 11 Novembro 2008 - 13:04

O que queria dizer é que se tens pressupostos rígidos para decidires se fotografas ou não, vais passar a maior parte do tempo sem fotografar, e, na minha humilde opinião, perder muito boas fotos. É evidente que esta discussão tem a premissa das minhas fotos que estão más, não só pela falta de exposição, mas acho que se te é possível captar o que queres, ainda que não nas melhores condições, não nos devemos inibir de o fazer. Os exemplos do jimlizzard são muito bons nisso. 


Concordo plenamente contigo.
Mas devemos também tentar inovar e pensar se somos capazes de fazer melhor, não podemos estar simplesmente satisfeitos porque uma fotografia não está tremida senão tal como já referido não passa de algo banal.


Partilhar Post #34 Jimlizard

Jimlizard

  • Novo Membro
  • Registo: 21/11/2005
  • Posts: 0
  • Idade: 37

Publicado 11 Novembro 2008 - 13:07

Essa do primeiro plano sem informação deixa-me algumas dúvidas. Há que ter presente que eu falo somente da minha opinião, sem qualquer tipo de conhecimento especial que a suporte. Reafirmo é que não acho que deva existir dogmatismo no que toca a fotografia ou a qualquer outro tipo de expressão.

Vê este exemplo:
http://www.danheller...mg24.html#img28


Em relação ao primeiro plano sem informação, concordo que há excepções, mas raramente sou adepto de silhuetas. Até gosto de várias fotos escuras, mas são casos particulares e agora não me ocorre nenhum exemplo para colocar.
Quanto ao exemplo, apesar de não achar muito interessante, é verdade que resulta bem pelo minimalismo.

Já agora, um exemplo meu que serve perfeitamente para discutir ambos os temas, ausência de tripé e equilíbrio de exposição em planos diferentes.
Tinha o tripé na mala do carro, mas partiu-se nesse dia.
Como a luz era bonita e o ambiente transmitia uma espécie de romance - para quem percebe estas loucuras de automóveis clássicos e tretas de momentos a sós entre dono e carro :D - decidi fazer a foto mesmo assim.
Não ficou bem, porque não tinha tripé mas como queria utilizar f/1.4 para criar um certo aspecto 3D, o mal foi minimizado e a velocidade utilizada não foi muito arriscada. Mesmo assim nunca será boa, porque tive de subir um pouco o iso e sendo o motivo estático, é uma foto que tinha obrigatoriamente de ser feita com tripé para ficar bem.

A zona mais luminosa do céu estava atrás de mim, logo nunca correria o risco de uma silhueta, mas mesmo assim utilizei um ND graduado da cokin e acho que a exposição ficou bastante mais equilibrada, sem que se criassem exageros no gradiente.

Imagem Colocada


Partilhar Post #35 gehn

gehn

  • Membro
  • Registo: 29/10/2008
  • Posts: 561

Publicado 11 Novembro 2008 - 13:29

Acho eu, e o teu 2002 concorda de certeza, que, com o devido respeito, tás a dizer disparates. Essa fotografia não precisa de tripé, bem como não precisa de mais nada. É o teu 2002, o teu momento, e chega. Acrescento a isto que acho a fotografia belíssima, muito bem conseguida, e um excelente exemplo de que não se podem perder oportunidades. A única coisa que faria diferente era através dos vidros do fantástico BEUMEDÓBLEU 2002, do lado direito só se ver a terra da estrada, e não a vegetação. Mas isso é gosto pessoal. Já agora se fosse um 2002 Tii ou um Turbo, também ajudava.

É evidente que depois pode valer ou não ter disparado, mas isso vê-se depois (passe a redundância). Neste caso a foto vale bem pelo que é e por como está. Parabéns.

PS: usar o tripé neste caso podia melhorar, mas dado o resultado sem ele, eu ia achar mariquice...


Partilhar Post #36 Jimlizard

Jimlizard

  • Novo Membro
  • Registo: 21/11/2005
  • Posts: 0
  • Idade: 37

Publicado 11 Novembro 2008 - 13:36

O problema é que se eu quiser fazer uma impressão grande para colocar no meu quarto, por exemplo, já estou limitado e aí notar-se-ia verdadeiramente a diferença entre uma foto feita a ISO 100 com uma velocidade completamente segura e uma foto a ISO 800 no limite. :)

Gostaria muito que fosse um tii (ainda mais do que um turbo), mas infelizmente é um 2002 normal. Para sensações mais fortes tenho um 635CSI. :D

A sugestão do enquadramento é muito válida, mas experimentei ambos os formatos e no final gostei mais do de "retrato".



Partilhar Post #37 gehn

gehn

  • Membro
  • Registo: 29/10/2008
  • Posts: 561

Publicado 11 Novembro 2008 - 13:41

635 CSI... O que eu gozei com esse carro... O dono é que não gostou muito dos passeios ao meu lado...

Em relação à impressão large, já experimentaste? Vê lá se ao experimentar e ao assumires algum grão não te apaixonas pelo poster. Eu fotografo há pouco tempo mas olho há muito... Já vi resultados surpreendentes... Por esse princípio, desculpa a insistência, ou não se fotografa, ou andamos de Hasselblad às costas...


Partilhar Post #38 gehn

gehn

  • Membro
  • Registo: 29/10/2008
  • Posts: 561

Publicado 11 Novembro 2008 - 13:45

Deixa acrescentar:

Grão numa foto de conteúdo marcadamente retro (2002, ausência de asfalto, presença da bela da terrinha e a bela da profundidade de campo)?

Vê lá se não terás aí um posterzão e não sabias...


Partilhar Post #39 Jimlizard

Jimlizard

  • Novo Membro
  • Registo: 21/11/2005
  • Posts: 0
  • Idade: 37

Publicado 11 Novembro 2008 - 14:03

635 CSI... O que eu gozei com esse carro... O dono é que não gostou muito dos passeios ao meu lado...

Em relação à impressão large, já experimentaste? Vê lá se ao experimentar e ao assumires algum grão não te apaixonas pelo poster. Eu fotografo há pouco tempo mas olho há muito... Já vi resultados surpreendentes... Por esse princípio, desculpa a insistência, ou não se fotografa, ou andamos de Hasselblad às costas...


O 635CSI é sem dúvida capaz de proporcionar emoções fortes, especialmente se tiver um kit mecânico Hartge H6S, como é o caso.  :)

Em relação à impressão, não experimentei, mas sou mais adepto de grão de filme do que de ruído digital. Mesmo não sendo o da 5D tão inestético como é habitual devido ao tamanho dos pixels.
Como digo, uma foto espontânea não me incomodava que ficasse tremida ou ruidosa, mas havendo calma e tempo para pensar, como foi o caso, pode sempre exigir-se mais de uma impressão em grande formato. Assim, não sendo uma oportunidade única, acho que para internet está bem mas, se um dia quiser imprimir, não há nada como voltar ao local e aperfeiçoar o resultado para esse efeito. :)

Não é insistência nenhuma da tua parte, afinal estamos no tópico de debates.


Partilhar Post #40 agomes

agomes

  • Membro
  • Registo: 21/08/2007
  • Posts: 3582

Publicado 11 Novembro 2008 - 17:41

Olá, boas

Desculpem a intromissão de alguém que talvez não passe de um teórico de banalidades, pois apenas se dedica a estas coisas como hobby e sem obra produzida para reclamar, mas, e como aqui já foi referido, são muitas as variáveis que podem levar à imposibilidade de fazer uma boa foto (seja lá isso o que for) e, embora a noite aponte imediatamente para o uso de auxiliares de apoio, dos quais o tripé será o mais fiavel e representativo, também não é impossível fazer fotos "à mão" durante esse período.

Por isso, fotografar à noite sem tripé tanto pode ser "um acto heróico ou uma parvoíce", um gesto inconsequente ou de "kamikaze", como uma atitude natural e que leva a um resultado tão bom como se fosse dia.

Imagine-se uma cena de rua num local bem iluminado, com uma cãmara que faça sensibilidades altas sem problemas e uma objectiva de 50 mm a abrir a F 1:1.2. Será um parvoice tentar tirar uma foto?

Quantos fotojornalistas andam de tripé durante a noite?  E, não há obras de autores conhecidos tiradas nessas condições e sem luz artificial?

A questão talvez seja outra, e nesse aspecto compreendo a ideia do luigi já que mesmo durante o dia, se pretendermos o máximo de qualidade, há tipos de fotografia que "quase toda a gente" tira sem apoio e que ficariam incomparavelmente melhores com tripé. Por exemplo, as fotos de paisagem.

Por outro lado, também haverá quem faça fotos sem as condições necessárias para obter o que pretende e, depois, acaba por divulgar imagens sem qualidade sob a capa da "excentricidade artística". Mas, aqui entra-se numa outra estória já bastante debatida por estas bandas, e que é o que se pode considerar como Arte ou, mesmo, uma "boa" Fotografia.

Mas, também será erro pensar que uma boa foto é a que está bem focada, com a luz correcta, a profundidade de campo assim ou assado, o enquadramento de acordo com as regras, etc., já que no aspecto técnico as coisas são cada vez mais fáceis de fazer (até em automático) e quanto aos gostos também nunca se conseguirá chegar a um consenso absoluto.

E, posto isto, chego ao ponto que motivou este post e que se prende com uma frase do tyler_durden_pt, já transcrita uma vez pelo luigi: "a minha foto está tremida porque é o meu estilo e tal".

Será por estas razões que um consenso acerca dos gosto em Arte é impossível, pois somos tentados e, por vezes, habituamo-nos a considerar os nossos gostos como "normais" e "medida padrão" do que será bom ou mau em Arte e correlativos, mas existem realmente pessoas que acreditam igualmente em vias alternativas e utilizam processos e técnicas que tomamos como erradas e, por isso, aqui deixo um link (entre os muitos que se referem a procedimentos parecidos), de um grupo que recorre a exposições longas à mão, com movimentos da máquina durante as mesmas e produzem imagens que fogem ao "direitinho" da perfeição "técnica" (luz/foco/definição/Dof) e que, no entanto, recusam todo e qualquer processamento das imagens, dando pelo nome de Impressionismo Fotográfico e de cujos trabalhos podem encontrar uma amostra neste link:
http://www.redbubble...ist-photography

Boas  :photo: :photo: