Ir para conteúdo

  • Facebook

  • Este site usa cookies para melhorar a sua experiência como utilizador. Ao utilizar o site está a aceitar o uso de cookies. SABER MAIS ENTENDI

Foto

Direito à privacidade


  • Por favor inicie sessão para responder
95 respostas a este tópico

Partilhar Post #61 Tonux

Tonux

  • Membro
  • Registo: 11/01/2011
  • Posts: 839

Publicado 12 Julho 2011 - 13:00

Muito pelo contrário. Em alguns países o direito á imagem é levado a um tal extremo que desejemos que tal nunca aconteça em Portugal.


Sem dúvida. Acredito que haja países piores do que o nosso, mas também há melhores, penso eu.




Anúncios

Partilhar Post #62 portellini

portellini

  • Membro
  • Registo: 16/06/2008
  • Posts: 141

Publicado 12 Julho 2011 - 22:16

A propósito deste comentário da APAF, aqui fica um vídeo sobre o tema no Reino Unido, onde as leis sobre ameaças terroristas orientam as forças policiais num determinado sentido.

http://www.youtube.c...=rZ76PHIHmhU#ws

Quanto ao tema da feira, gostaria de dizer que já me aconteceu o mesmo. Tendo formaçãp jurídica, e interessando-me por estes temas, reconheço que a senhora tem razão. Educação e bom senso normalmente resolvem a questão; senão, as pessoas estão sempre no direito de proteger a sua propriedade intelectual/industrial ao impedir a captação de imagens.

Quanto ao tema tão em voga de saber se se pode ou não fotografar pessoas, quem quer que elas sejam: pode, sem mais. A menos que a pessoa se recuse a ser fotografada. Quando se elaboraram as normas que protegem o direito à imagem no código civil referem-se expressamente à publicação e difusão. A captação da imagem em si não viola o direito à imagem. Fotografar contra vontade (do fotografado) é crime. Obviamente, insistir cm polícias e vigilantes é meio caminho andado para não ter fotografias e ter uns quantos aborrecimentos; pelo que a educação é do melhor.

Espero ter contribuído.

Um abraço.


Partilhar Post #63 JUGULATOR

JUGULATOR

  • Membro
  • Registo: 31/03/2011
  • Posts: 247
  • Idade: 48
    • Local: Moimenta da Beira

Publicado 12 Julho 2011 - 22:30

Eu acho que fiquei um bocado atordoado e chateado até, por estar sem qualquer tipo de intenções que não fossem registar o evento fotograficamente para depois o visualisar em ambiente familiar, estar com a camera virada para umas peças de artesanato e de repente estar a ser chamado de "mal educado", sendo que má educação vai contra o meu caracter.


Partilhar Post #64 portellini

portellini

  • Membro
  • Registo: 16/06/2008
  • Posts: 141

Publicado 12 Julho 2011 - 22:33

Entendo, a situação é aborrecida. Já passei pelo mesmo, mas é frequente encontrar gente bruta em todo o lado. Acho que o segredo é sermos flexíveis, e engolir uns quantos sapos.



Partilhar Post #65 Tonux

Tonux

  • Membro
  • Registo: 11/01/2011
  • Posts: 839

Publicado 12 Julho 2011 - 22:41

Ou então que haja uma licença/ordem superior para o efeito.

Os profissionais ao serviço de qualquer meio de comunicação têm essa licença.

Não sei se particulares/amadores a podem pedir. Se sim, provavelmente terá que haver alguma justificação pertinente.


Eu fujo dos lugares onde há muita gente, excepto em locais normalmente disponíveis (ou de tradição) para fotógrafos, como zona monumental, parques nacionais/naturais, praias, etc..

Edit: Cenas banais de rua, não as faço. Uma vez, ao fotografar uma determinada rua, com gente, embora as pessoas não fossem o meu alvo preferido, fui ameaçado por um grupo de várias pessoas, de pancada e de destruição da máquina. Já lá vão mais de 25 anos. Nada disse e saí de fininho, virando as costas à algazarra, não fosse ser agredido e o material destruído. Nunca compreendi como se juntaram, num ápice, várias pessoas para me ameaçarem.


Partilhar Post #66 hbertini

hbertini

  • Membro
  • Registo: 10/12/2010
  • Posts: 928
  • Idade: 45
    • Local: Carcavelos
    • Avaliações nos Classificados: clicar no link em Interesses.

Publicado 13 Julho 2011 - 14:03

Ou então que haja uma licença/ordem superior para o efeito.

Os profissionais ao serviço de qualquer meio de comunicação têm essa licença.

Não sei se particulares/amadores a podem pedir. Se sim, provavelmente terá que haver alguma justificação pertinente.


Eu fujo dos lugares onde há muita gente, excepto em locais normalmente disponíveis (ou de tradição) para fotógrafos, como zona monumental, parques nacionais/naturais, praias, etc..

Edit: Cenas banais de rua, não as faço. Uma vez, ao fotografar uma determinada rua, com gente, embora as pessoas não fossem o meu alvo preferido, fui ameaçado por um grupo de várias pessoas, de pancada e de destruição da máquina. Já lá vão mais de 25 anos. Nada disse e saí de fininho, virando as costas à algazarra, não fosse ser agredido e o material destruído. Nunca compreendi como se juntaram, num ápice, várias pessoas para me ameaçarem.


Os profissionais ao serviço de um meio de comunicação poderão (têm o direito de) fotografar um determinado evento desde que sejam devidamente credenciados para o efeito pela entidade reguladora do mesmo evento. Ou seja, mesmo nesses casos especiais, é preciso garantir alguma ordem "na sala", caso contrário os jornalistas iriam aparecer em pleno palco num concerto da Madona, tudo em nome da melhor cobertura do evento!

A questão de fotografar pessoas com ou sem a respectiva autorização depende da forma dessa mesma autorização. Hoje posso apontar a máquina a uma pessoa, ela pode acenar e sorrir para "o passarinho" e amanhã dizer que a imagem foi feita contra sua vontade. A única maneira de cobrir esta situação da forma mais segura é por escrito e há por aqui no fórum alguns modelos de "image release".

Ainda assim, prefiro seguir a linha do bom senso e educação já aqui mencionada. Se mostrarmos às pessoas, aos artistas e expositores qual é o tipo de respeito e admiração pelo trabalho que estão a mostrar, o mais provável é reagirem com orgulho e, na volta acabam por querer ficar na foto também!

A base é esta: ser transparente e claro, de forma a que as pessoas sintam o que realmente queremos obter com as fotos.




Partilhar Post #67 Tonux

Tonux

  • Membro
  • Registo: 11/01/2011
  • Posts: 839

Publicado 13 Julho 2011 - 14:27

Os profissionais ao serviço de um meio de comunicação poderão (têm o direito de) fotografar um determinado evento desde que sejam devidamente credenciados para o efeito pela entidade reguladora do mesmo evento. Ou seja, mesmo nesses casos especiais, é preciso garantir alguma ordem "na sala", caso contrário os jornalistas iriam aparecer em pleno palco num concerto da Madona, tudo em nome da melhor cobertura do evento!

A questão de fotografar pessoas com ou sem a respectiva autorização depende da forma dessa mesma autorização. Hoje posso apontar a máquina a uma pessoa, ela pode acenar e sorrir para "o passarinho" e amanhã dizer que a imagem foi feita contra sua vontade. A única maneira de cobrir esta situação da forma mais segura é por escrito e há por aqui no fórum alguns modelos de "image release".

Ainda assim, prefiro seguir a linha do bom senso e educação já aqui mencionada. Se mostrarmos às pessoas, aos artistas e expositores qual é o tipo de respeito e admiração pelo trabalho que estão a mostrar, o mais provável é reagirem com orgulho e, na volta acabam por querer ficar na foto também!


A base é esta: ser transparente e claro, de forma a que as pessoas sintam o que realmente queremos obter com as fotos.



Muitas vezes, as pessoas quando acedem ao serem abordadas nesses termos querem ter um feedback, do género "em que jornal ou revista vou aparecer?". Se for respondido "nenhum" é natural que não deixe fazer a fotografia. Contudo, nem todas as pessoas procederão assim, mas é um forte risco. Isto procedendo com total transparência, como deve ser.


Partilhar Post #68 hbertini

hbertini

  • Membro
  • Registo: 10/12/2010
  • Posts: 928
  • Idade: 45
    • Local: Carcavelos
    • Avaliações nos Classificados: clicar no link em Interesses.

Publicado 14 Julho 2011 - 09:09

correcto!

já por isso andei a ler os textos de vários e várias fotógrafos/as com experiência nestas coisas e parecem ser unânimes sobre a aproximação: primeiro a palavra e a sinceridade com clareza;
Por exemplo, se quero fotos apenas para o meu portfolio ou para o meu catálogo privado que uso para aprender, é isso mesmo que devo dizer (e cumprir).

Não é preciso grandes discursos nem explicações. Nesse momento a câmara está a "olhar para trás ou para o chão" e está fora da mão, para não trazer o desconforto à pessoa. depois, se a pessoa concordar com a proposta é só manter o combinado e não pedir coisas diferentes disso para que as coisas corram bem!



Partilhar Post #69 APAF

APAF

  • Membro
  • Registo: 11/11/2005
  • Posts: 1256

Publicado 14 Julho 2011 - 12:11


Quanto ao tema tão em voga de saber se se pode ou não fotografar pessoas, quem quer que elas sejam: pode, sem mais. A menos que a pessoa se recuse a ser fotografada. Quando se elaboraram as normas que protegem o direito à imagem no código civil referem-se expressamente à publicação e difusão. A captação da imagem em si não viola o direito à imagem. Fotografar contra vontade (do fotografado) é crime. Obviamente, insistir cm polícias e vigilantes é meio caminho andado para não ter fotografias e ter uns quantos aborrecimentos; pelo que a educação é do melhor.



A lei não proíbe específicamente de fotografar, a não ser que o visado assim o refira. A lei proíbe expôr, ou publicar por quaisquer meios essa imagem. Já aqui foi dito que não é a captação da imagem que está em causa, mas a sua difusão. O direito á imagem passa por aí.

Exceção feita a forças de segurança, quartéis, etc.

Outra questão aqui invocada é a notoriedade dos fotografados. É uma fuga na lei, mas é preciso saber contorná-la e na maioria dos casos é prejudicial a quem fotografa.

Grande parte deste debate porque apenas e só se tem de pedir para tirar uma fotografia. É como se disse uma questão de educação. É também uma questão de boa fotografia. É certo que estamos a falar de objetos, mas se estivermos a falar de pessoas há que lembrar hoje o valor 0 das fotografias "roubadas". É necessário interagir com as pessoas e para isso nada melhor que falarmos com elas.


Partilhar Post #70 Tonux

Tonux

  • Membro
  • Registo: 11/01/2011
  • Posts: 839

Publicado 14 Julho 2011 - 13:10


A lei não proíbe específicamente de fotografar, a não ser que o visado assim o refira. A lei proíbe expôr, ou publicar por quaisquer meios essa imagem. Já aqui foi dito que não é a captação da imagem que está em causa, mas a sua difusão. O direito á imagem passa por aí.

Exceção feita a forças de segurança, quartéis, etc.

Outra questão aqui invocada é a notoriedade dos fotografados. É uma fuga na lei, mas é preciso saber contorná-la e na maioria dos casos é prejudicial a quem fotografa.

Grande parte deste debate porque apenas e só se tem de pedir para tirar uma fotografia. É como se disse uma questão de educação. É também uma questão de boa fotografia. É certo que estamos a falar de objetos, mas se estivermos a falar de pessoas há que lembrar hoje o valor 0 das fotografias "roubadas". É necessário interagir com as pessoas e para isso nada melhor que falarmos com elas.


Certo, quanto a pessoas. No meu caso, nem sequer as pessoas estava a fotografar. Era a arquitectura e o pitoresco da rua que me chamaram a atenção. Aliás, a não ser familiares ou amigos, não costumo fotografar ninguém propositadamente.

Fiquei espantado quando um grupo de pessoas me ameaçou. Tive que retirar-me dali o mais rápido possível para não me estragarem o material, pois vi-os com vontade de agarrar a máquina. Tenho a consciência de que, ostensivamente (ou não), não mostrei querer focar alguém.

Perante isto, era eu que me devia queixar à polícia, por estar a ser ameaçado sem razão.

Provavelmente, tive o azar de dar com um grupo que, por qualquer razão ilegal (ou outra), temesse ser fotografado. Não vejo outra explicação.




Partilhar Post #71 hbertini

hbertini

  • Membro
  • Registo: 10/12/2010
  • Posts: 928
  • Idade: 45
    • Local: Carcavelos
    • Avaliações nos Classificados: clicar no link em Interesses.

Publicado 14 Julho 2011 - 13:53

realmente, para todos os efeitos estarias a ser impedido de exercer o teu direito de ser autor e praticar o que quer que fosse nesse momento a tua arte.

essa talvez fosse a forma mais correcta de lidar com a situação mas, talvez tardia, tendo em vista o teu interesse imediato de conservar a tua integridade e a do teu património...



Partilhar Post #72 Tonux

Tonux

  • Membro
  • Registo: 11/01/2011
  • Posts: 839

Publicado 14 Julho 2011 - 15:44

realmente, para todos os efeitos estarias a ser impedido de exercer o teu direito de ser autor e praticar o que quer que fosse nesse momento a tua arte.

essa talvez fosse a forma mais correcta de lidar com a situação mas, talvez tardia, tendo em vista o teu interesse imediato de conservar a tua integridade e a do teu património...


Naquela altura também não podia pedir ajuda sem recorrer a terceiros, pois o telemóvel ainda não estava divulgado. E, naquele ambiente, era para esquecer. Por isso, resolvi sair de cena antes que fosse tarde demais.


Partilhar Post #73 hbertini

hbertini

  • Membro
  • Registo: 10/12/2010
  • Posts: 928
  • Idade: 45
    • Local: Carcavelos
    • Avaliações nos Classificados: clicar no link em Interesses.

Publicado 15 Julho 2011 - 16:58

Naquela altura também não podia pedir ajuda sem recorrer a terceiros, pois o telemóvel ainda não estava divulgado. E, naquele ambiente, era para esquecer. Por isso, resolvi sair de cena antes que fosse tarde demais.


atitude prudente! ;)  o bom é ver que os comentários aqui denunciam interesse, bom senso, respeito e preocupação por esta questão e essa é a base importante!


Partilhar Post #74 santoscarlos

santoscarlos

  • Membro
  • Registo: 06/09/2009
  • Posts: 99
  • Idade: 39

Publicado 16 Julho 2011 - 10:37

Grande parte deste debate porque apenas e só se tem de pedir para tirar uma fotografia. É como se disse uma questão de educação.


:clap:


Partilhar Post #75 Corvaxv

Corvaxv

  • Novo Membro
  • Registo: 15/08/2011
  • Posts: 2
  • Idade: 34
    • Local: Leiria

Publicado 16 Agosto 2011 - 00:44

Então a lei relativamente a direito de privacidade vs direitos de autor, não é clara ou tem falhas. Pois:

ARTIGO 9º
2 – No exercício dos direitos de carácter patrimonial o autor tem o direito exclusivo de dispor da sua obra e de fruí-la e utilizá-la, ou autorizar a sua fruição ou utilização por terceiro, total ou parcialmente.
3 – Independentemente dos direitos patrimoniais, e mesmo depois da sua transmissão ou extinção destes, o autor goza de direitos morais sobre a sua obra, designadamente o direito de reivindicar a respectiva paternidade e assegurar a sua genuinidade e integridade.

ARTIGO 165º
1- O autor da obra fotográfica tem o direito exclusivo de a reproduzir, difundir e pôr à venda com as restrições referentes à exposição, reprodução e venda de retratos.



Partilhar Post #76 Crazy_Guitar

Crazy_Guitar

  • Membro
  • Registo: 06/09/2010
  • Posts: 360
  • Idade: 39
    • Local: Braga, PT

Publicado 16 Agosto 2011 - 17:06

Sem dúvida. Acredito que haja países piores do que o nosso, mas também há melhores, penso eu.


Em França eles são "doentes", literalmente, com o direito à imagem/privacidade!


Partilhar Post #77 Crazy_Guitar

Crazy_Guitar

  • Membro
  • Registo: 06/09/2010
  • Posts: 360
  • Idade: 39
    • Local: Braga, PT

Publicado 16 Agosto 2011 - 22:58

Pois, são só alguns que podem dizer isso, como o Goucha num dos seus programas em que entram crianças. Enfim... Irracionalidade muito irracional :wallbash:

Estamos num mundo de desconfiança generalizada, de paranóia

E mesmo assim... é que o povo também associa a homossexualidade à pedofilia! É homossexual, logo, é pedófilo. É pedófilo, logo, é homossexual.

Oh, Portugal... mas quando é que tu vais abrir esses olhos? [Removido]
A sério que fico triste com este raio de país... que gente esta! Não se pode tirar uma foto descansado, mas se for para um catálogo, como já foi dito (em que o factor €€€ já entra em jogo), já é tudo facilidades!

Dois pesos. Duas medidas.



:mod: Atenção...


Partilhar Post #78 Crazy_Guitar

Crazy_Guitar

  • Membro
  • Registo: 06/09/2010
  • Posts: 360
  • Idade: 39
    • Local: Braga, PT

Publicado 17 Agosto 2011 - 13:06

Hoje também me aconteceu uma porreira!

Estava pelo Porto, como de costume, a tirar umas fotos ao acaso e quando passo num passeio, no muro estava uma série de caixas de correio. Achei piada a uma placa pequenina "Publicidade Não" que estava numa das caixas, e fiz um bom close up à dita. Sigo pelo caminho quando sou abordado uns 30m à frente por uma senhora:
Ela: "Olhe desculpe..."
Eu: "Sim, faz favor."
Ela: "O senhor estava a tirar fotografias àquele prédio?"
Eu: "Não, só tirei à caixa de correio. Estou a fazer um estudo fotográfico e achei piada a um sinal."

(Silêncio desconfortável e ela a olhar para mim por baixo dos óculos de sol com cara de quem não acredita.)

Eu: "Eu mostro-lhe, não tem mal nenhum!"

(Exibi a foto no LCD. Ela vê com atenção sem dizer nada.)

Eu: "Vê?"
Ela: "Ah, está bem. Como o vi com a máquina e a tirar..."
Eu: "Tudo bem, não faz mal."
Ela: "...desculpe..."
Eu: "Não faz mal!"


Bem... até certo ponto, o medo é legítimo.
Mas como já li aqui escrito, se eu fosse um ladrão, não iria estar assim tão "à vontade" a apontar a câmara com pessoas à volta. Iria esperar para que não estivesse ninguém para "atacar" sem ninguém ver! Por outro lado, se disser "Se quisesse assaltar a casa, não acha que teria de ser muito mais discreto?", acho que as pessoas iriam subverter novamente a questão e iria criar atritos. Ainda diziam "Ah, não é bem assim! Você faz as coisas e diz isso para me convencer que não é ladrão!"

Mais vale mostrar o raio da fotografia se formos abordados, sempre com uma postura simpática, e se a pessoa mostrar sinais de inquietude, perguntar logo se deseja que apaguem a foto.

Mas que há gente idiota, isso até na repartição das Finanças mais perto de si.


Partilhar Post #79 sofia.santos

sofia.santos

  • Membro
  • Registo: 30/01/2008
  • Posts: 224
  • Idade: 33
    • Local: Canelas - Vila Nova de Gaia

Publicado 28 Janeiro 2012 - 10:03

Acho que pode ajudar.

http://www.ipf.pt/me...o 1a print1.pdf


Partilhar Post #80 sayurimatsuo

sayurimatsuo

  • Novo Membro
  • Registo: 15/01/2013
  • Posts: 1

Publicado 15 Janeiro 2013 - 19:09

Essa questão de privacidade é realmente muito discutida na fotografia e diversas vertentes onde outras pessoas consideram os seus profissionais algumas vezes invasivos. Acredito que na maior parte das situações, as pessoas não ligariam em ser fotografadas, mas quando elas estão fazendo algo que seja errado ou vergonhoso, chegam até mesmo a contratar advogados para ter os seus direitos de privacidade, infelizmente acontece.