Ir para conteúdo

  • Facebook

  • Este site usa cookies para melhorar a sua experiência como utilizador. Ao utilizar o site está a aceitar o uso de cookies. SABER MAIS ENTENDI

Foto

Pedido de desculpas


  • Por favor inicie sessão para responder
49 respostas a este tópico

Partilhar Post #41 zigoto

zigoto

  • Membro
  • Registo: 04/01/2012
  • Posts: 1140

Publicado 16 Junho 2012 - 10:16

A menos que as normas das Igrejas tenham mudado. Qualquer dia está a fazer reportagem de um casamento e padre impede-te de fazeres o Teu trabalho, o que O Sr. Padre quer se calhar é ter a Tua margem de lucro....


De que normas das Igrejas estás a falar?

Experimenta entrar numa sala de tribunal onde decorre uma sessão pública, de um julgamento público, de uma figura pública, e desatar a fotografar a torto e a direito. Quanto tempo achas que consegues fazer esse Teu trabalho antes de o Juiz ordenar que Te ponham na rua?

Numa Igreja, numa cerimónia religiosa, quem faz o Seu Trabalho é o Padre. Ponto. É ele o responsável pelo templo. Os fotógrafos podem executar o deles a pedido dos noivos e com autorização do Padre. Será difícil perceber isto?



Anúncios

Partilhar Post #42 llpt

llpt

  • Membro
  • Registo: 05/02/2010
  • Posts: 152
    • Local: arredores de cascais

Publicado 16 Junho 2012 - 12:30

A igreja sempre foi e sempre haverá de ser um grande negócio! Que vergonha...


as igrejas e todas as seitas que fazem da crença um negócio  8)
já lá vai o tempo em que pregar era de borla, hoje em dia até terminal multibanco possuem


Partilhar Post #43 Ösemann Studios

Ösemann Studios

  • Membro
  • Registo: 14/05/2006
  • Posts: 610
  • Idade: 43
    • Local: Porto

Publicado 27 Junho 2012 - 13:29

Como já me aconteceu algo parecido numa igreja nos arredores do Porto , onde fui proibido e retirado da igreja pela madre superior desse mesmo local de culto!! E porquê? Porque na paroquia que estou a falar existe um acordo de que os fotógrafos autorizados a fotografar estes eventos nomeadamente comunhões/profissões de fé/crismas, entre outros, são os senhores que tem loja aberta na freguesia em questão, assim ao que parece dinamizando o comercio local e a praticar o acto de roubo o aoss pais com os preços das fotos a rondar os 4€ a 5€.

E o problema reside mesmo aí é que aqui, e certamente lá existem preços concertados entre o Padre e estas organizações de fotógrafos (sim porque existe mesmo uma associação) da qual acredito que vá uma parte das vendas para a paróquia, ou uma taxa seja paga à mesma.




Partilhar Post #44 pezzi21

pezzi21

  • Novo Membro
  • Registo: 22/09/2011
  • Posts: 9

Publicado 27 Junho 2012 - 16:46

Em relação à situação não vou comentar porque não conheço a versão das duas partes, mas em relação ao dito fotógrafo, foi ele que fotografou o meu casamento (porque na altura eu não estava no meio e não percebia nada de fotografia) e fez um trabalho intragavel, tanto que passados 7 anos as fotos ainda estão dentro dos envelopes porque não têm cara de aparecer em lado nenhum, na altura reclamei mas as descupas foram as pilhas do flash deviam estar fracas,a máquina era nova, não sei como aconteceu, até fotografei em modo semi automatico... fica só uma achega!


Partilhar Post #45 amando96

amando96

  • Membro
  • Registo: 30/03/2010
  • Posts: 1013
  • Idade: 27
    • Local: Düsseldorf

Publicado 27 Junho 2012 - 17:10

Se não fosse o all caps ate conseguia ler, assim grito na mente.


Partilhar Post #46 j.cravo

j.cravo

  • Membro
  • Registo: 28/04/2010
  • Posts: 1852
  • Idade: 43
    • Local: Figueira da foz

Publicado 27 Junho 2012 - 18:40

Uma vez dirigi-me ao padre e perguntei se podia fazer a reportagem do meu afilhado para a comunhão no qual ele me respondeu que, para estas ocasiões, havia um fotografo e um cameraman de oficio para evitar que as pessoas interfiram na cerimonia e não andem a tapar  a visão de quem assiste ao ato. O fotografo era escolhido por eles e o preço até era bastante correto a qualidade era de uma nikon D300 com flash direto da propia camera.
Visto desta maneira compreendo um pouco a proibição de muitos fotógrafos durante as cerimonias, talvez seja uma razão para evitar que comecem todos a fotografar com os flashes e perturbem. Agora o facto de chamar a policia acho exagerado, mas nem tudo o que se escreve é a verdade. Deve-se escutar as duas partes para criar uma opinião.



Partilhar Post #47 DiogoRodrigues

DiogoRodrigues

  • Membro
  • Registo: 07/03/2009
  • Posts: 150
  • Idade: 33
    • Local: Lagoa
    • Feedback http://www.forumfotografia.net/topic/10593-diogo-rodrigues/

Publicado 02 Julho 2012 - 09:29

Uma vez dirigi-me ao padre e perguntei se podia fazer a reportagem do meu afilhado para a comunhão no qual ele me respondeu que, para estas ocasiões, havia um fotografo e um cameraman de oficio para evitar que as pessoas interfiram na cerimonia e não andem a tapar  a visão de quem assiste ao ato. O fotografo era escolhido por eles e o preço até era bastante correto a qualidade era de uma nikon D300 com flash direto da propia camera.
Visto desta maneira compreendo um pouco a proibição de muitos fotógrafos durante as cerimonias, talvez seja uma razão para evitar que comecem todos a fotografar com os flashes e perturbem. Agora o facto de chamar a policia acho exagerado, mas nem tudo o que se escreve é a verdade. Deve-se escutar as duas partes para criar uma opinião.


Acho correcto que não haja 20 fotógrafos na igreja pois acabam por estragar trabalho uns aos outros mas discordo com fotografo oficial elegido pelo padre. Se o baptizado é da minha filha (exemplo) eu escolho o fotografo que quero... Claro que se não tiver nenhum posso pedir ao padre opinião.
Agora os pais querem o fotografo x e o y é que tem acordo com o padre... isto não concordo.(mas no caso de 1ª comunhão etc, convém estarem os pais todos de acordo).

Na minha terra existe uma loja que faz tudo nos arredores, mas houve uma vez que que o fotografo foi corrido pelos pais pois era o meu primo e a minha tia falou com todos os pais e ia eu tirar fotos. Estava lá eu e chega o campeão lá. Disse bom dia, e o homem nem respondeu. Chegaram os pais disseram pode se ir embora que ninguém o chamou para aqui, e todos se recusaram a tirar fotos para ele. foi-se embora...


Partilhar Post #48 pauloallex24

pauloallex24

  • Membro
  • Registo: 19/01/2009
  • Posts: 229
  • Idade: 27
    • Local: Anadia - Aveiro

Publicado 02 Julho 2012 - 11:14

Acho correcto que não haja 20 fotógrafos na igreja pois acabam por estragar trabalho uns aos outros mas discordo com fotografo oficial elegido pelo padre. Se o baptizado é da minha filha (exemplo) eu escolho o fotografo que quero... Claro que se não tiver nenhum posso pedir ao padre opinião.
Agora os pais querem o fotografo x e o y é que tem acordo com o padre... isto não concordo.(mas no caso de 1ª comunhão etc, convém estarem os pais todos de acordo).


Não concordo em parte. Se o padre já souber de antemão que o fotografo fez asneiras alguma vez ou se foi falado antes com outro fotografo, o padre tem todo o direito para o mandar embora. E os noivos não podem/devem contratar ninguém sem autorização do padre. À inclusive catedrais (e até igrejas) onde é proibido tirar fotos e não por alguém se casar que se podem tirar fotos sem autorização. Mas mesmo que não se entre por aí, a igreja é de uma comunidade mas não é pública. Há quem seja responsável por ela, e esse responsável é o pároco (que pode passar parte dessa responsabilidade a alguém, mas é igual) e ele tem que ter opinião em tudo o que se faz lá.
Se por exemplo tu te casas na quaresma e quiseres a Igreja toda cheia de flores até o podes mandar fazer mas não sei se o padre ia gostar. Na quaresma só se enfeita a igreja com "verdes" e são coisas que se têm que respeitar.
Com um fotografo é igual, se o padre achar que ele vai incomodar pode muito bem mandá-lo embora. O padre lá terá os seus motivos e tem que ser respeitado por isso.
Mas como este Senhor da causa do tópico não esclareceu estes motivos todos leva-me a querer que ele não fez as coisas como deviam de ser.

Na minha terra existe uma loja que faz tudo nos arredores, mas houve uma vez que que o fotografo foi corrido pelos pais pois era o meu primo e a minha tia falou com todos os pais e ia eu tirar fotos. Estava lá eu e chega o campeão lá. Disse bom dia, e o homem nem respondeu. Chegaram os pais disseram pode se ir embora que ninguém o chamou para aqui, e todos se recusaram a tirar fotos para ele. foi-se embora...

Aqui tens toda a razão. Se ninguém o contratou ele no mínimo tinha que pedir autorização para o fazer ao pároco. Se o pároco autorizasse ele podia fotografar à vontade. Agora se depois vendia as fotos é que já é outra história.


Partilhar Post #49 RedHeart

RedHeart

  • Membro
  • Registo: 08/05/2012
  • Posts: 74

Publicado 04 Julho 2012 - 17:16

Acho correcto que não haja 20 fotógrafos na igreja pois acabam por estragar trabalho uns aos outros mas discordo com fotografo oficial elegido pelo padre. Se o baptizado é da minha filha (exemplo) eu escolho o fotografo que quero... Claro que se não tiver nenhum posso pedir ao padre opinião.
Agora os pais querem o fotografo x e o y é que tem acordo com o padre... isto não concordo.(mas no caso de 1ª comunhão etc, convém estarem os pais todos de acordo).

(...)


Cada caso (paróquia) será um caso. Não faltam festas - baptizados, comunhões, etc... - em que participam dezenas de crianças/fiéis. Já viste se cada pai escolhe o seu fotógrafo?
Cheguei a assistir (uma vez apenas) a uma cerimónia em que estavam em cima do altar quase tantos fotógrafos como crianças. Agora imagina a festival que é os homenzinhos constantemente a circular num lugar onde supostamente está a acontecer algo de uma importância espiritual singular.  ;)
Em várias paróquias que conheço só lá entra um fotógrafo "oficial" dessa paróquia e que tem uma espécie de formação para os momentos em que há-de tirar as fotografias e de como se há-de comportar.


Partilhar Post #50 veronicapoison

veronicapoison

  • Membro
  • Registo: 15/06/2012
  • Posts: 117
    • Local: Porto

Publicado 15 Julho 2012 - 09:48


Há padres desagradáveis, mas fotógrafos também. Há fotógrafos que não respeitam a igreja, que sobem ao altar para tirar fotos (o que em muitas igrejas não é permitido), e "flasham" tudo á volta enquanto o padre dá a missa.
Apanhei poucos padres desses... só me lembro de 2, um tinha uns 20 fotógrafos na Igreja, nas comunhões, e proibiu os fotógrafos de fotografarem na parte das orações.
Outro fez a mesma coisa, mas num casamento, durante o sermão, proibiu as filmagens e fotografias.

Isto para concluir o que já disseram aqui, há sempre duas versões da história.