Ir para conteúdo

  • Facebook

  • Este site usa cookies para melhorar a sua experiência como utilizador. Ao utilizar o site está a aceitar o uso de cookies. SABER MAIS ENTENDI

Foto

Marcas de àgua para copyright - O assassino silencioso - Parte I


  • Por favor inicie sessão para responder
121 respostas a este tópico

Partilhar Post #21 Picacuca

Picacuca

  • Membro
  • Registo: 27/01/2008
  • Posts: 4056
  • Idade: 56
    • Local: Torres Vedras
    • Novo projeto: "Walking Camera Project". Já anda na estrada (e na auto-estrada virtual).

Publicado 24 Agosto 2011 - 17:04

Respondo assim aos dois. A ideia de exagerar era mesmo essa. A de exagerar. Para seguir a norma do que queria dizer. Ainda bem que entenderam.

Já somos crescidinhos...


Epá, não exagerem! :D

Esta questão das marcas de água, tem imensas vertentes que deverão ser analisadas, não podemos simplesmente dizer que é horrível (embora seja) ou que é uma necessidade (embora, na maioria dos casos, duvido que seja).
Por isso, na minha primeira opinião deste tópico, fui buscar o exemplo da Magnum. Vão-me dizer que eles são foleiros, que só querem dar nas vistas e estragam inutilmente as imagens todas por causa disso? Ou será que, naquele caso, assim como em tantos outros do género, há uma verdadeira necessidade de protecção? Acho que, apesar do propósito do tópico, que é válido, não devemos pôr "palas" e olhar apenas para um dos lados da questão...

Relativamente a essa questão, penso que poderemos analisá-la em várias vertentes: temos por um lado as grandes agências de imagem, ou fotógrafos cujo rendimento provém dos direitos de autor, que sentem a necessidade de se protegerem do roubo de imagens. Mas essa protecção só se tornaria verdadeiramente efectiva, se as ditas imagens ficassem fechadas num cofre, em sala armadilhada com toda a espécie de alarmes e com um exército de seguranças armados à porta. E mesmo assim...  :D

Ora, essa segurança toda tem o inconveniente fácil de deduzir... Ninguém vê, ninguém conhece, ninguém compra. Então, para esses casos, as marcas de água acabam por ser um pequeno "cadeado", fácil de arrombar para quem o quer realmente fazer, mas mesmo assim, melhor que uma porta escancarada, por onde todos poderiam entrar sem penalização alguma. E a contrapartida para essa parca segurança, é a visibilidade que ajuda a vender.

No extremo oposto, temos o Gregório, rapaz fictício com 16 anos e que recebeu uma câmara fotográfica mais ou menos jeitosa no natal. Claro que fica todo vaidoso em mostrar as lindas imagens que conseguiu realizar ao seu gato, e para manifestar o seu orgulho, decide conspurcar essas mesmas imagens com os palavrões: "Gregory - photografy". Mesmo assim, em amarelo fluorescente, e por vezes, a piscar. O que é que poderemos ter contra? :lol:

Entre estes dois extremos, poderíamos identificar o fotógrafo amador que até faz uns bonecos engraçados e tem prazer em mostrá-los. Afinal de contas, é essa uma grande fatia do prazer que dá a fotografia, a possibilidade de mostrar o "troféu" da "caçada".
Para esses fotógrafos, a net veio oferecer possibilidades impensáveis, mas também se coloca a questão do medo de serem roubados... Já que, para eles, se trata de material de grande valor. Só que, com o tempo e com a visualização dos teramilhões de fotografias que são diariamente armazenadas em todos os cantinhos dos servidores da net, começamos a duvidar do grande valor das nossas, a não ser para nós mesmos. :sim: E quando isso acontece, também é natural que deixemos cair essa marca de água...


Picacuca



   


Anúncios

Partilhar Post #22 hdborges

hdborges

  • Membro
  • Registo: 29/08/2010
  • Posts: 4166

Publicado 24 Agosto 2011 - 17:16

A questão é mesmo essa, é a presunção de que o autor das fotos do xpto photography  têm tanta qualidade que possam ser alvo de usurpação.

Lembro-me há uns tempos de ter "deitado" um user "abaixo" por este apenas estar interessado na qualidade estética da moldura e da marca de água, e não na fotografia em si que estava uma valente m***! fui crucificado o por outros users pelo facto!

Eu não uso marcas de água por dois motivos:

1º Considero que os meus trabalhos não têm a qualidade necessária ara serem alvo de "roubo"

2º Não sou profissional, e leia-se, não ganho dinheiro com a fotografia!

Ainda mais fico surpreso, é quando alguém está tão preocupado com o "roubo" das suas preciosas obras e as marcas de água servem como cadeado, mas depois não têm qualquer problema em dar e serem burlados com as suas fotografias nuns tantos concursos "manhosos" que só servem para arrecadar imagens para acervos de empresas e outros...
 


Partilhar Post #23 Picacuca

Picacuca

  • Membro
  • Registo: 27/01/2008
  • Posts: 4056
  • Idade: 56
    • Local: Torres Vedras
    • Novo projeto: "Walking Camera Project". Já anda na estrada (e na auto-estrada virtual).

Publicado 24 Agosto 2011 - 17:27

(...)
Ainda mais fico surpreso, é quando alguém está tão preocupado com o "roubo" das suas preciosas obras e as marcas de água servem como cadeado, mas depois não têm qualquer problema em dar e serem burlados com as suas fotografias nuns tantos concursos "manhosos" que só servem para arrecadar imagens para acervos de empresas e outros...


Contradições próprias da natureza humana... :D


Picacuca



IT Partilhar Post #24 Bogart

Bogart

  • Membro
  • Registo: 20/07/2011
  • Posts: 1129

Publicado 24 Agosto 2011 - 18:03

Ehehehhe.. concordo com a parte do ego.. ehhehe

mesmo...

Não são marcas de àgua, são marcas de "ego"..




Partilhar Post #25 Picacuca

Picacuca

  • Membro
  • Registo: 27/01/2008
  • Posts: 4056
  • Idade: 56
    • Local: Torres Vedras
    • Novo projeto: "Walking Camera Project". Já anda na estrada (e na auto-estrada virtual).

Publicado 24 Agosto 2011 - 18:18


Não são marcas de àgua, são marcas de "ego"..



Ou o chunning da fotografia. :lol:

Picacuca


Partilhar Post #26 canongrip

canongrip

  • Membro
  • Registo: 30/07/2010
  • Posts: 91

Publicado 24 Agosto 2011 - 19:05

A assinatura pode resultar como um logo.
Tal como uma marca de vestuário introduz nos seus produtos o seu grande e colorido logo.

Há pessoas que gostam e pessoas que não gostam.

Esteticamente não concordo com a utilização das mesmas, mas utilizo-as entendendo a sua importância e necessidade por vários fatores.

Tudo passa pelo destino final da foto e do seu público alvo e necessidades e requisitos extra.

O autor tem sempre a opção de as colocar ou não, assim como o público alvo tem a opção de gostar e ver as fotos, ou então de não gostar e se recusar de ver mais fotos.

Este discussão entre outras é velha e não tem sentido.


IT Partilhar Post #27 Bogart

Bogart

  • Membro
  • Registo: 20/07/2011
  • Posts: 1129

Publicado 24 Agosto 2011 - 19:32

Eu dou a minha opinião profissional. Que vale o que vale. E não a opinião de quem usa fotografia de um modo recreativo. Claro que existem empresas que vendem imagens. E essa é a única altura em que acho que até é admissível colocar um logo. Agora os particulares, amadores e até profissionais da imagem? Estraga a composição. Porque ao ter um logo deixa de ser uma foto e passa a ser um layout.

Não é uma opção estética apenas. É conceptual.

Desvaloriza a foto. E muito.


Partilhar Post #28 Picacuca

Picacuca

  • Membro
  • Registo: 27/01/2008
  • Posts: 4056
  • Idade: 56
    • Local: Torres Vedras
    • Novo projeto: "Walking Camera Project". Já anda na estrada (e na auto-estrada virtual).

Publicado 24 Agosto 2011 - 19:47

Eu dou a minha opinião profissional. Que vale o que vale. E não a opinião de quem usa fotografia de um modo recreativo. Claro que existem empresas que vendem imagens. E essa é a única altura em que acho que até é admissível colocar um logo. Agora os particulares, amadores e até profissionais da imagem? Estraga a composição. Porque ao ter um logo deixa de ser uma foto e passa a ser um layout.

Não é uma opção estética apenas. É conceptual.

Desvaloriza a foto. E muito.


Concordo. Mas também temos de concordar com o canongrip e outros, quando dizem ser essa uma opção livre.

canongrip, claro que estamos num país livre. Tão livre, que cada um pode estragar o que quiser, desde que seja seu. E do mesmo modo, tão livre que cada um pode condenar o que quiser, desde que isso não implique necessariamente em pena de prisão.

Por outro lado, as críticas, mesmo as mais duras ou irónicas, devem ter em conta uma faceta didáctica, e penso que é esta a intenção de todos os que estão aqui a criticar.


Picacuca


IT Partilhar Post #29 Bogart

Bogart

  • Membro
  • Registo: 20/07/2011
  • Posts: 1129

Publicado 24 Agosto 2011 - 20:07

Eu não quero inflamar ódios. Muito menos andar aqui no fórum à procura de exemplos atrozes do que defendo. Porque acreditem que são muitos. Mas a verdade é que estou apenas a partilhar uma ideia de quem está do lado que normalmente compra fotos. Numa base diária uso bancos de imagens. Compro as imagens pelo seu valor estético e conceptual.

Compro imagens para ilustrar conceitos ou apoiar visualmente a minha ideia. São uma espécie de ilustração para aquilo que se cria em publicidade.

Daí ter esta noção. Que o raio do selo rouba qualidade.

Agora compreendo que existam pessoas que vivem com medo. Sim. Com medo que sejam "roubadas". E esse medo impede de explorar novos territórios. Para terem uma noção do que defendo aqui vai:

Eu sou pago para ter ideias. É a minha profissão. Logo tenho de ter mais ideias que uma pessoa dita "normal". É um universo pantanoso porque mexe com o senso comum dos outros (para os quais criamos algo). Ao princípio temos tendência de nos fechar nas nossas ideias que achamos maravilhosas. E são tão boas que não as mostramos a ninguém. Logo aí estão a morrer. As ideias são livres. Não são nossas. Nós apenas as interpretamos. E dar aos outros as nossas ideias só nos torna mais fortes, porque nos vai fazer procurar ideias novas. Porque se nos fecharmos naquela meia dúzia de ideias boas vamos ficar sempre ali a defender aquilo.

Dar ao mundo. E não ter medo de falhar. São as duas condições de ser um criativo em pleno explendor.

Fail, fail again, fail better. Já o dizia o Samuel Beckett e ele tinha muita razão.

Se alguem usar uma imagem nossa. Entramos em contacto com essa pessoa. E dizemos amavelmente que essa foto tem uma fonte. Basta isso. Mas só vale a pena se esse caso for comercial.

Acreditem que nem as marcas nem os criativos andam aqui pelo fórum à procura de imagens para "roubar". Nada disso.

Porque infelizmente o dom da imagem esté numa pequena mão cheia de profissionais em portugal. E desculpem a crueza das palavras. Mas são tão poucos aqueles que são relevantes para a fotografia que cabiam todos um autocarro pequeno da carris.

Tive o privilégio de poder trabalhar com alguns deles. E de me tornar amigo de alguns. São pessoas que têm uma noção de luz e de iluminação fora de série. Uma noção de enquadramentos e de equilibrios que assusta o próprio Deus Criador. São pessoas que têm um Dom. E fazem de uma simples garrafa de whiskey uma coisa assombrosa. E acreditam se vos disser que se forem ao site desses fotografos não encontram nenuma foto com marcas de àgua?

E algumas fotos são premiadas.

Acreditam nisto?




Partilhar Post #30 reflex_7

reflex_7

  • Membro
  • Registo: 27/01/2008
  • Posts: 756

Publicado 24 Agosto 2011 - 20:36

Bogart, gosto de alguns pontos que abordas, mas é somente a tua opinião, tens que entender que se o autor quiser colocar lá o logo, que o meta. se fossemos pelo que incomoda: Tamanho do PC, Resize, fundo preto, branco, onde se vê a foto, aquele fio electrico na foto etc..
Eu assino para quem possa guardar a foto, saber quem a tirou.
Os pintores, fazem os quadros, também os assinam. Fica feio? talvez, mas é uma escolha deles.

Acho que o que abordas das ideias é porreiro, mas só tem a ver com quem usa a marca de água para ''evitar o roubo'', e não para quem justamente a assina.
Eu coloco a assinatura, em sitios que um crop ou 4seg no photoshop naquela resoluçao, a tiravam num instante. É só mesmo para a assinar.

Por a minha foto ter 1,5% da area da foto assinada, já não pode ser premiada? Se colocar uma esquadria, já não pode? se a esquadria por preta? e branca? existem tantas questões, que ambos os lados têm razão, portanto é tipo mac vs windows, cola vs pepsi, nikon vs canon, e assim..

Concordo com o utilizador que falou que no inicio é só efeitos e testes e com o tempo vamos procurando o equilibrio, senti isso comigo mesmo!

Ps: Parte I no tópico? existe parte dois?



IT Partilhar Post #31 Bogart

Bogart

  • Membro
  • Registo: 20/07/2011
  • Posts: 1129

Publicado 24 Agosto 2011 - 20:48

Eheheh. Sim. Porque existem outras maneiras de assassinar boas fotos. E eu tenho visto muitas por aí.

Mas deixo para uma próxima edição!
ehehhe




Partilhar Post #32 Picacuca

Picacuca

  • Membro
  • Registo: 27/01/2008
  • Posts: 4056
  • Idade: 56
    • Local: Torres Vedras
    • Novo projeto: "Walking Camera Project". Já anda na estrada (e na auto-estrada virtual).

Publicado 25 Agosto 2011 - 00:34

(...)
Eu sou pago para ter ideias. É a minha profissão. Logo tenho de ter mais ideias que uma pessoa dita "normal". É um universo pantanoso porque mexe com o senso comum dos outros (para os quais criamos algo). Ao princípio temos tendência de nos fechar nas nossas ideias que achamos maravilhosas. E são tão boas que não as mostramos a ninguém. Logo aí estão a morrer. As ideias são livres. Não são nossas. Nós apenas as interpretamos. E dar aos outros as nossas ideias só nos torna mais fortes, porque nos vai fazer procurar ideias novas. Porque se nos fecharmos naquela meia dúzia de ideias boas vamos ficar sempre ali a defender aquilo.

Dar ao mundo. E não ter medo de falhar. São as duas condições de ser um criativo em pleno explendor.

Fail, fail again, fail better. Já o dizia o Samuel Beckett e ele tinha muita razão.
(...)


Pois é, mas sabes que esse é um dos grandes males da nossa cultura, não é? No fundo, relativamente às ideias, ainda há muito quem pense como os nossos tetravôs em relação ao dinheiro. Ou seja, debaixo do colchão é que está bem. :D
E nem se apercebem que, na maior parte das vezes, as nossas ideias, mais não são que partes de outras ideias. Porque surgem sobre ideias que já recebemos de outros e se as comunicarmos, serão sempre mais e mais acrescentadas. Agora mesmo, por exemplo, estou a fazer isso mesmo: peguei na tua ideia de escrever as linhas que acima destaco e expando-as para uma pequena abordagem da forma como as coisas evoluem.

Por exemplo: tenho aqui mesmo à minha frente, uma grande colecção de milhões de ideias. Um computador, com teclado, ecrã, circuitos electrónicos e mecanismos, a net, um fórum... Acho que já toda a gente percebeu. Se alguma das pessoas que teve uma ideia que contribuiu para que todo este sistema opere, tivesse guardado a sua ideia e não a tivesse divulgado, poderia acontecer uma de duas coisas: ou mais tarde outro a teria (o mais provável) e dessa forma a pessoa nem poderia reclamar plágio, (porque não tinha sequer dado a conhecer a sua ideia), ou talvez não estivéssemos todos aqui a falar em marcas de água foleiras. :D

Dito isto, continuo com a questão do logotipo/assinatura, levantada pelo reflex_7: se é verdade que os pintores assinam os quadros, também não é menos verdade que a fotografia é uma forma de expressão de natureza diferente da pintura. Não estou a dizer que será melhor ou pior, não é nesse campo qualitativo que quero entrar, o que aliás, seria completamente parvo, mas apenas que é, não só de natureza conceptual diferente, como mesmo de raiz diferente.

Na concepção de Philippe Dubois (prometo que não me vou alongar demasiado) :D, o fotógrafo e o pintor, criam de modos opostos: enquanto que o pintor começa com uma tela em branco, ou seja, com nada, e coloca lá tudo, o fotógrafo começa com tudo (o mundo à sua volta) e "retira-lhe" uma parte.
Essa diferença na raiz entre estas duas formas de criação de imagens, justifica muitas das das diferenças com que se conceptualiza a fotografia em comparação com a pintura. E uma dessas diferenças, é precisamente o facto de se considerar que, enquanto o pintor cria uma imagem que sai inteiramente da sua mente, já o fotógrafo, apropria-se de uma pequena porção de uma imagem que já existe, embora necessite dessa mesma apropriação para se fixar.

Mais uma vez, não vou aqui dizer que é melhor ou pior a pintura relativamente à fotografia, apenas que é diferente. Enquanto o pintor constrói uma realidade, seja ela figurativa ou abstracta, o fotógrafo fixa uma realidade que já existe, seja também esse acto, realizado de forma figurativa ou abstracta.
Talvez que essa raiz diferente de onde nasce a imagem, justifique com menor polémica as assinaturas na pintura que na fotografia. Uma vez que, pode-se considerar (grosso modo) que estas foram integralmente criadas pelo autor que as assina.
Já quanto à fotografia, as coisas não se passam bem assim: sem uma parede azul à sua fente, o fotógrafo não irá apresentar uma fotografia de uma parede azul. Poderá ir à procura dela, é bem verdade, mas mesmo assim, será necessário que ela pré exista algures. Enquanto que o pintor, apenas precisa da pré existência de tinta azul.

Ora, visto que as coisas funcionam desta forma, o que se convencionou (vale o que vale) é que a fotografia será sempre uma criação partilhada, fruto de uma relação entre a mente do autor, com toda a sua carga cultural acumulada, e aquilo que ele observa (e influencia in loco) no próprio momento dessa mesma criação. Como tal, a ser assinada nos mesmos moldes em que são assinadas as pinturas, a fotografia teria que ter uma série de nomes, pelo menos tantos como os nomes das pessoas e/ou objectos (também eles resultantes de ideias de outras pessoas) que contribuíram para a imagem em causa.

E depois, temos ainda a questão do design. Se falamos em logótipos (e não de verdadeiras assinaturas), então teremos de nos perguntar: temos formação ou simplesmente conhecimento mínimo sobre grafismos para nos pormos com tais tarefas? Ou apenas sabemos fazer imagens interessantes, mas depois, devido a uma total ignorância no que diz respeito a símbolos gráficos, vamos estragar todo o nosso trabalho, colocando-lhe em cima um mau carimbo? :humm:

Mais uma vez, esta crítica não pretende ser uma condenação de nada, mas apenas uma contribuição para que cada um pense no uso que dá às suas imagens e no que poderia fazer (ou no caso, deixar de fazer) para não as estragar. Pelo menos, foi esse espírito que entendi deste tópico, e também me parece que as intervenções do Bogart, embora provocatórias (e principalmente as últimas), dirigem-se essencialmente para essa questão.


Picacuca     


Partilhar Post #33 As de Copas

As de Copas

  • Membro
  • Registo: 20/06/2009
  • Posts: 1411
  • Idade: 47
    • Local: Coimbra

Publicado 25 Agosto 2011 - 09:10

Ehehehhe.. concordo com a parte do ego.. ehhehe

mesmo...

Não são marcas de àgua, são marcas de "ego"..


Pode até ser... E serão em alguns casos.
Mas isso é normal e entendo isso.

Tal como entendo que há sempre alguns users que, também por questões de ego, precisam de dar nas vistas e criam sempre uns tópicos sobre assuntos milhentas vezes aqui falados e discutidos mas que fazem questão de aqui escrever como se tivessem descoberto o "Santo Graal"

Também entendo isso como uma fase, é normal!

E respeito isso, tal como respeito as assinaturas.

Abraço


IT Partilhar Post #34 Bogart

Bogart

  • Membro
  • Registo: 20/07/2011
  • Posts: 1129

Publicado 25 Agosto 2011 - 10:16

Gabo-te a paciência e a compreensão. Escreveste exactamente aquilo que eu queria dizer.

Nem mais nem menos.

Pronto. Está dito.


IT Partilhar Post #35 Bogart

Bogart

  • Membro
  • Registo: 20/07/2011
  • Posts: 1129

Publicado 25 Agosto 2011 - 10:21

Eu gosto de dar nas vistas. Acredita. Porque não tenho medo de nada do que sou. Nem do que crio. Sou assim.

Mas uma coisa é certa, eu pelo menos, não abro tópicos para chamar a atenção. Porque sinceramente ainda não vi nada que me motivasse a isso.

É tudo uma questão de semiótica. Pronto.

Ok. Eu dou os meus pontos e a minha visão. Profissional até. Mas não espero que me encarem como um Deus e todos vão atrás da minha religião.

Não é por eu dizer que a Comic Sans é azeiteira até à décima casa que o pessoal vai deixar de a usar porque a acha "gira".

É tudo uma questão de estilo e de estética. E uns têm e outros não. É a crueldade do mundo.

Ter uma máquina fotográfica de topo de gama e umas lentes do melhor do mundo não vai fazer de ninguém um bom fotografo. A fotografia está no olho de quem capta e no olho de quem vê. E são poucas as pessoas que conseguem mostras a estas segundas algo relevante.

Cada um é livre de pintar a sua casa da cor que bem entender. Mas eu tenho uma opinião. E por ser diferente da tua, devo calar-me?

Ou abrir um tópico provocatório é uma maneira de dar nas vistas?

Não entendo. Aceito. Mas sinceramente. Não entendo.


Partilhar Post #36 al-Farrob

al-Farrob

  • Membro
  • Registo: 11/04/2008
  • Posts: 7457
  • Idade: 66

Publicado 25 Agosto 2011 - 10:32


(...)

Porque infelizmente o dom da imagem esté numa pequena mão cheia de profissionais em portugal. E desculpem a crueza das palavras. Mas são tão poucos aqueles que são relevantes para a fotografia que cabiam todos um autocarro pequeno da carris.

Tive o privilégio de poder trabalhar com alguns deles. E de me tornar amigo de alguns. São pessoas que têm uma noção de luz e de iluminação fora de série. Uma noção de enquadramentos e de equilibrios que assusta o próprio Deus Criador. São pessoas que têm um Dom. E fazem de uma simples garrafa de whiskey uma coisa assombrosa. E acreditam se vos disser que se forem ao site desses fotografos não encontram nenuma foto com marcas de àgua?

E algumas fotos são premiadas.


Acreditam nisto?



Pela parte que me toca acredito piamente.

Aliás, tenho um vizinho que também é assim dentro do mesmo género. No caso dele é pescador.


Partilhar Post #37 As de Copas

As de Copas

  • Membro
  • Registo: 20/06/2009
  • Posts: 1411
  • Idade: 47
    • Local: Coimbra

Publicado 25 Agosto 2011 - 10:55

O que eu escrevi não foi com Comis sans logo não tens muita desculpa para não leres o que escrevi antes de falares sobre isso.

Eu sempre disse que entendia e nunca disse que te devias calar, antes pelo contrário. Quem não tem entendido aqui és tu e fazes questão de abrir tópicos com "não-entendimentos" da tua parte...

Além de que nunca me referi a ti em momento algum mas já que assumiste as dores do que escrevi mereces que te diga que estava efectivamente a pensar em ti, e não só em ti, quando o escrevi.

Mas isso é algo normal, faz parte. A passagem por aqui ou por outro lado qualquer é sempre dividido em fases e há fases que são quase de passagem obrigatória. Mas eu vejo as fases como etapas de um processo evolutivo.

E há várias fases perfeitamente identificadas:

Há a fase das molduras em que se julga que a moldura é algo de verdadeiramente fantástico;

Há a fase do vou a todas e não falho uma que é quando um user tem de responder a todos os tópicos que aqui se criam, até chego a ver casos de alguém que pergunta o que acham da máquina x e há quem tenha de escrever "nunca usei por isso não posso ajudar". Neste momento há dois users que estão nesta fase. Começa a ter atenção aos tópicos que vais vendo...

Há a fase da assinatura exagerada mas que depois evolui;

Há a fase do exagero nas pós-produções quando se começa a mexer nos programas;

Há a fase de pensar que se sabe muito mais do que se sabe na verdade e o que fazem é andar a induzir em erro os outros;

Há a fase em que abro tópicos a fazer juízos de valor de outros porque já cá ando há 3 meses e está na altura de dar nas vistas;

Há a fase já ando sem paciência para muitas coisas;

E depois há a fase final que era que isto antigamente é que era bom e que andam sempre a tratar mal os mais antigos, amuam,  vão embora e pensam que o fórum acaba com a saída deles. Mas não acaba! E muitos vão voltando mas já mais na óptica do observador passivo.

Mas tudo isto é normal e faz parte da condição humana, é assim que nós evoluímos, eu passei por muitas destas fases... e virei ainda a passar por outras.

Eu até entendo que não entendas mas deixa-te por cá andar mais uns tempos e vais ter oportunidade de entenderes.

Abraço


Partilhar Post #38 joelmf

joelmf

  • Membro
  • Registo: 16/12/2009
  • Posts: 1476
  • Idade: 36
    • Local: Lisboa

Publicado 25 Agosto 2011 - 11:04

Mais te valia teres ido buscar o teu post da analogia entre o fórum e o recreio da escola primária Ás. :D

Para mim a marca de agua/assinatura é apenas uma questão de marketing.


IT Partilhar Post #39 Bogart

Bogart

  • Membro
  • Registo: 20/07/2011
  • Posts: 1129

Publicado 25 Agosto 2011 - 11:32

Medo.

Parece que estou a levar uma lição de moral. Que cool.

E tu deves ser o guarda-moral.

Eheheh

Vá lá Às, eu não sou um garoto. Não necessitas de ser condescendente comigo. Eu assumi as dores porque tu escreveste directamente para mim. Eu percebi isso nas tuas palavras. E não se tratam de dores. Mas sim de uma simples resposta. Vale.

Pah. Ponham as marcas todas. E as molduras e abram o photoshop e assassinem as fotos todas. É-me igual ao litro porque nunca iria usar uma imagem vossa. Estou apenas a dar a minha opinião. Que se querem fazer alguma coisa da vida de fotografo, não exagerem!

Eu domino essas ferramentas todas na ponta dos dedos e de olhos fechados. São muitos anos. E por isso tenho a sabedoria para dizer o que digo.

E não tenho de provar nada a ninguém. Fico o tempo que me apetecer. E digo o que me apetecer. Não falo ao respeito a ninguém nem crio ódios (espero eu). Mas digo aquilo que penso!








Partilhar Post #40 ajtf

ajtf

  • Membro
  • Registo: 05/11/2010
  • Posts: 520
  • Idade: 38
    • Local: Queijas

Publicado 25 Agosto 2011 - 11:41

Ha aqui umas opinioes interessantes.
E um topico com uma discussao no minimo interessante.

Relativamente as assinaturas, considero-me a passar por essa fase (tal como referido pelo As de Copas), mas compreendo perfeitamente os argumentos ja lançados.

Assim e bom, podemos entrar numa de introspecção e decidir se realmente vale ou nao a pena por assinaturas, quer seja para protecção, identificação ou mesmo marketing pessoal. :sim:

Enfim, e um assunto interessante com argumentos bastante validos de ambas os lados. Confesso que nunca pensei muito a serio nisto :blush:, mas agora sinto-me na obrigação de o fazer... ;)

PS: Acho interessante e ate bom (nalguns casos pelo menos) haver assim alguns topicos mais out of the box, aguça a escrita ;)