Ir para conteúdo

  • Facebook

  • Este site usa cookies para melhorar a sua experiência como utilizador. Ao utilizar o site está a aceitar o uso de cookies. SABER MAIS ENTENDI

Anúncios (remover)

Foto

PHOTONATOUR | Passeio Fotográfico "Serra da Estrela em tons de Primavera"


  • Por favor inicie sessão para responder
Sem respostas a este tópico

IT Partilhar Post #1 Hugo Augusto

Hugo Augusto

  • Membro
  • Registo: 15/09/2010
  • Posts: 314
  • Idade: 42
    • Local: Odivelas

Publicado 30 Abril 2018 - 18:13

PgTjift.jpg

 

Na Primavera, a Serra da Estrela fervilha de vida: as flores cobrem a paisagem, borboletas e libelinhas voam um pouco por toda a parte e muitas aves estivais chegam para passar a época de reprodução na Serra da Estrela!

LOCAL  
Parque Natural Serra da Estrela 

DATA  
23 a 24 de Junho de 2018 

PONTO DE ENCONTRO  
22:00h dia 22 de Junho de 2018 
Pousada da Juventude da Serra da Estrela - Penhas da Saúde (GPS: 40.310513, -7.550759) 


PROGRAMA 
BRIEFING 
Chegando à Pousada da Juventude, por volta das 22h, localizado nas Penhas da Saúde, em Pleno Parque Natural da Serra da Estrela, faremos o check-in e de seguida teremos um pequeno briefing (22.30h) para expor o resto do evento de forma clara. 

 DIA - DOS CANTAROS À TORRE 
Podemos começar o percurso primaveril nos Piornos, de onde podemos deslumbrar o olhar com a paisagem circundante repleta de tapetes floridos que nos envolvem com um delicioso aroma floral. Nesta zona ocorrem várias aves estivais que podemos observar com facilidade empoleiradas nas rochas ou nas urzes como o chasco-cinzento, a sombria e a toutinegra-tomilheira e ainda o Tartaranhão-Caçador que costuma sobrevoar esta zona com regularidade à procura de caça.

Na Lagoa Comprida existem prados húmidos onde se encontram dezenas de espécies de borboletas, libelinhas e outros invertebrados, muitos das quais em Portugal apenas ocorrem na Serra da Estrela. Algumas das espécies mais interessantes a observar aqui são a libellula quadrimaculata, a libelloides longicornis e a borboleta coenonympha glycerion. Também podemos encontrar espécies de flora muito interessantes, nomeadamente a planta carnívora conhecida por Orvalhinha.

As Salgadeiras ou Chancas são charcas temporárias de altitude que se situam no Planalto Superior. Integram um habitat húmido de grande interesse para a conservação da biodiversidade e por isso foram instituídos como um sítio Ramsar /reserva biogenética. Nas turfeiras, muito importantes para a retenção da água neste habitat, florescem a Genciana-das-Turfeiras e a Pontentilha. Nas charcas temporárias, ocorrem vários anfíbios como as rãs-verdes, os tritões e as relas. Na vegetação circundante voam várias libélulas, sendo as mais características a Libélula-Quadrimaculada, a Libélula-de-Asas-Amarelas e a Tira-Olhos da Estrela.

2º DIA - POÇO DO INFERNO E FIM DO EVENTO 
O Covão da Ametade é uma agradável zona de lazer onde florecem bonitas plantas de montanha, como a Fritilária (Fritillaria caballeroi), o Jacinto-dos-campos (Hyacinthoides hispanica) e a Orquídea-Silvestre (Dactylorhiza maculata). Vale também a pena fotografar alguma fauna que aqui ocorre, com destaque para o Lagarto-de-Água, que nesta altura do ano exibe as suas belas cores nupciais, e o Rabirruivo-de-Testa-Branca, uma colorida ave estival que todas primaveras chega ao Covão da Ametade para aqui passar os meses mais quentes. 

O Vale Glaciar do Zêzere é um bom local para procurar o emblemático Melro-de-Água. Uma vez que se encontra na época de reprodução, é umas das melhores alturas para o observar mas com os devidos cuidados pois também é quando se encontra mais vulnerável e pode abandonar o ninho se sentir demasiada perturbação. Ao longo do vale, por onde corre o Zêzere, há também muita flora e pequenos insectos para descobrir.

Em Videmonte podemos encontrar lameiros ainda cuidados da forma tradicional o que permite a manutenção de uma flora preciosa que já se perdeu noutros locais da Serra da Estrela. Estes prados húmidos albergam, narcisos e outras espécies belíssimas. E onde há muitas flores, há muitos insectos, pelo que aqui também poderemos encontrar belíssimas borboletas e outros insectos alados, como a libelloides longicornis, a Borboleta-Pavão, e muitos outros.
O Evento terminará às 17.30h. O check-out no hotel deverá ser feito a seguir ao pequeno almoço. 

Nº PARTICIPANTES  
Mínimo: 5  
Máximo: 12  

CUSTO PARTICIPANTE  
Preço Terra 120,00€   
Preço Terra + Dormida quarto duplo (2 noites) 155,00€  
Preço Terra + Dormida quarto individual (2 noites) 190,00€  

CUSTO ACOMPANHANTE  
Preço Passeio 0,00€ (Desde que não leve máquina fotográfica)  
Dormida (2 noites em quarto duplo) 50,00€ 

DURAÇÃO
2 Dias

DIFICULDADE
Fácil 

MONITORES
Tânia Araújo
Hugo Augusto

COMO RESERVAR:
Inscreva-se em: https://podio.com/we...759665/1426464 
Pagamento obrigatório por transferência bancaria (IBAN: PT 50 0035 0159 00088633230 77) 50% no ato de inscrição e os restantes 50% até ao dia 28 de Maio de 2018.  
Anexe o comprovativo no campo Anexos do formulário de inscrição, ou se preferir, envie o comprovativo para o e-mail reservas@photonatour.com

POLITICA DE DEVOLUÇÃO:
100% até dia 18 de Maio de 2018  
Sem devolução a partir de 28 de Maio de 2018.  

EQUIPAMENTO:  
Câmara fotográfica; 
Tripé (Opcional);   
Cabo disparador (Opcional);   
Filtros (Opcional);   

VESTUÁRIO:
Lanterna/Frontal;
Calçado apropriado (Botas/Galochas)
Agasalho;
Água;  
Baterias Carregadas;   

INCLUI  
Assistência técnica e teórica durante o evento  
Alojamento e pequeno-almoço nos hotéis mencionados ou similares (para quem reservar hotel)  
Acompanhamento por um ou dois formadores durante todo o circuito   
IVA 
Seguro de Acidentes e de responsabilidade Civil 

EXCLUI 
Refeições não discriminadas como incluídas   
Deslocações até e durante o evento  




Anúncios