Ir para conteúdo

  • Facebook

  • Este site usa cookies para melhorar a sua experiência como utilizador. Ao utilizar o site está a aceitar o uso de cookies. SABER MAIS ENTENDI

Anúncios (remover)

Foto

Breve conversa sobre fotografia de rua


  • Por favor inicie sessão para responder
155 respostas a este tópico

IT Partilhar Post #1 ruicarv79

ruicarv79

  • Membro
  • Registo: 04/02/2011
  • Posts: 4196
    • Local: Porto

Publicado 20 Novembro 2017 - 13:01

Deparei-me com este vídeo e gostei do que ouvi do homem (que não conheço).

Não é um vídeo que vá muito ao fundo do que é (ou pode ser) a fotografia de rua, mas é uma abordagem leve e, acima de tudo, extremamente sensata (do meu ponto de vista).

 




Anúncios

Partilhar Post #2 toy77

toy77

  • Membro
  • Registo: 31/10/2009
  • Posts: 4258
  • Idade: 41
    • Local: Portalegre

Publicado 20 Novembro 2017 - 14:04

Gostei.

Já subscrevi  :th_up:




Partilhar Post #3 FotoKhan

FotoKhan

  • Membro
  • Registo: 30/01/2013
  • Posts: 1053

Publicado 20 Novembro 2017 - 17:05

Antes de mais, para quem se propõe perorar sobre o assunto, tem muito Vídeo e pouca Fotografia para mostrar.

 

O rapaz está bastante confundido...mas, sim parece que poderá lá chegar.

 

Primeiro, parecia estar a cometer o já tradicional erro de confundir "fotografar na rua" com "Street Photography".

 

Depois, afirmou-se mais devotado aos espaços e formas. Se por aí se ficar, estará a fazer "Urban Landscape".

 

De seguida, abordou a pose de personagens em ambiente citadino. Se por aí for, estará a fazer "Urban Portraiture" ou "Environmental Portraiture":

 

Avançou depois para a constatação de que gosta de procurar o jogo de sombras e luz, introduzindo elementos-âncora humanos o que mostra já estará a navegar na direção certa.

 

Finalmente, "tocou" no Fan Ho, sem perceber o que contém de especial as fotos daquele mestre chinês, os que as torna o exemplo perfeito do que é a "Street Photography".

 

Mais uns tempos e o rapaz irá perceber que o que constrói o estilo a que se pretende dedicar é, precisamente, a combinação de todos elementos que ele agora vê como separados: Narrativa baseadas em jogos de sombras, ancorada em elementos humanos, explicita ou implicitamente retratados, rodeados da paisagem urbana que sublinhe metáforas, contradições ou aliterações visuais numa equilibrada mistura capaz de despoletar o que de mais instintivamente emotivo há em todos nós.

 

É a "Construção" de Chico Buarque sintetizada numa simples imagem.

 

(PS I. Cuidado com estes "mestres" cibernéticos. Às vezes sabem menos a explicar do que já sabemos nós, a intuir. )

 

(PS II. A "dica" do smartphone é útil, sem sombra de dúvida.)

 

(PS III. O descobrir que os 35mm são muito mais úteis para a tarefa do que os 50mm é outro indicador de que está no caminho certo. Quando descobrir que, embora não possam ser usados na maioria das situações, os 24mm são poderosíssimos para este tipo de fotografia nalgumas situações específicas terá, porventura, atingido aquele "destino" de que fala. Que veja o caminho como uma viajem em direção ao tal destino e não como um passeio de múltiplas opções para outros tantos pontos de chegada poderá ser outro problema que lhe detectei no discurso.)

 

FK


Editado por FotoKhan, 20 Novembro 2017 - 17:14 .



IT Partilhar Post #4 ruicarv79

ruicarv79

  • Membro
  • Registo: 04/02/2011
  • Posts: 4196
    • Local: Porto

Publicado 20 Novembro 2017 - 21:18

Eu só achei o discurso dele bastante sensato e simples, daí a partilha. Não lhe conheço nenhuma fotografia nem nunca tinha visto um vídeo dele...




Partilhar Post #5 APedro

APedro

  • Membro
  • Registo: 19/07/2015
  • Posts: 851
  • Idade: 29
    • Local: Cascais

Publicado 21 Novembro 2017 - 01:56

Já conhecia o tipo.

Gosto particularmente do desapego que demonstra relativamente ao equipamento e a questões mais técnicas.

Acho-o algo cru, pouco floreado.

Julgo ir na mesma direção e por isso me reconheço nesse estilo/atitude.

Seja como for também não o conheço por registos espectaculares, vi algum do seu trabalho e tem coisas bem conseguidas.


Partilhar Post #6 kib1maf

kib1maf

  • Membro
  • Registo: 13/01/2014
  • Posts: 3545
  • Idade: 40
    • Local: Portimão
    • Amador curioso

Publicado 21 Novembro 2017 - 13:36

Já o sigo há uns bons meses.

É interessante e vive das mesmas incoerências e pecados mortais do povão.

Sabe vender bem a sua imagem e produto, transmite com calma o seu conhecimento ou interpretação do mesmo. Gosto de seguir. 

 

O video que me fez começar a seguir. 

Senti empatia na relação fotografia/natureza.

De qualquer modo, são no geral mais uns vendedores de emoções pelas palavras doque pelas imagens, um bom fotografo não tem de falar.

 

https://www.youtube....sEmjvqLs&t=348s


Editado por kib1maf, 21 Novembro 2017 - 14:10 .



Partilhar Post #7 kib1maf

kib1maf

  • Membro
  • Registo: 13/01/2014
  • Posts: 3545
  • Idade: 40
    • Local: Portimão
    • Amador curioso

Publicado 21 Novembro 2017 - 13:50

 

 

 

(PS I. Cuidado com estes "mestres" cibernéticos. Às vezes sabem menos a explicar do que já sabemos nós, a intuir. )

 

 

Muito interessante esta tua observação, tenho dado por mim a pensar se posso pensar o mesmo que tambem tenho pensado. 

 

Este "moço" tambem me tem feito questionar sobre isso, https://www.youtube....A6gEc4hDK90rR1Q

Embora, pessoalmente,  sinta incoerência e que tenho muito para aprender e absorver, tenho outras onde já tenho profunda convicção que posso opinar e vincar posição e ai tenho entrado em sérios conflitos com estas personagens de youtube que se vão tornando mediáticas pelo discurso e capacidade de vender uma imagem e ideia, no fundo são tão fotógrafos como vendedores, o que faz com que possam viver da fotografia. 

Um tipo que faz maioritariamente paisagem e finalmente lá se decidiu a comprar uma UGA e umas botas de agua...faz-me torcer o nariz, atenção,  existe muito boa paisagem para se fazer com a 70-200 mas é tão constrangedora para paisagem como uma 14mm para retrato. 

Mas lá está, se fizeres um disparo e repetires 10 vezes a palavra "maravilha", alem de te convenceres a ti, convences meio mundo que te ouve e não vê. 

Eu simpatizo com o que ele faz, atenção, no entanto acho que poem baton demais nos lábios. 


Editado por kib1maf, 21 Novembro 2017 - 13:51 .



Partilhar Post #8 nbplopes

nbplopes

  • Membro
  • Registo: 12/07/2012
  • Posts: 5789

Publicado 22 Novembro 2017 - 09:54

É interessante quando alguém que não consegue fazer uma coisa faz outra e convence-se que é a coisa mas alargada. Vem para expandir a outra coisa que não percebe, deixa-lhe desconfortável coitadinho.

Perca de tempo.

Este vídeo não interessa para nada. Por exemplo ele não percebe que muitas das vezes é quando estas desconfortável é que das o teu melhor. O estar desconfortável é bom, matem-te alerta, estas a aprender.

Fotógrafo de rua da [auto removido].

Não há nada de mal em fazer-se aquilo que se gosta da forma como se gosta. Agora ficar traumatizado com o facto de alguém na rua falar com ele a tentar engana-lo? Isso é que é rua!!!! Este tipo não é coerente é surrealente, totalmente baralhado da cabecinha ... faz-me lembrar uma pessoa aqui no fórum. A solução seria simples, quando alguém lhe pedir para criar um retrato dele e não é isso que pretende ... dizes que não é isso que pretendes. Se quiseres já sabes com quem falar. Simples, és honesto!!!! Toda a gente passa por isso. Muito verdinho, em vez de aprender não, retrai-se.

Ninguém no Instagram lhe pergunta coisa alguma sobre fotografia de rua. É treta

 

PS: E mais, se vires que é alguém com necessidade ... até podes ser generoso ... sem foto.


Editado por nbplopes, 22 Novembro 2017 - 10:36 .



Partilhar Post #9 deim

deim

  • Membro
  • Registo: 19/02/2008
  • Posts: 7304
  • Idade: 33
    • Local: Londres
    • Não é o equipamento...

Publicado 22 Novembro 2017 - 10:22

Não há nada de mal em fazer-se aquilo que se gosta da forma como se gosta. Agora ficar traumatizado com o facto de alguém na rua falar com ele ao ponto de querer comprar-lhe uma foto? 

Ninguém lhe quis comprar uma foto. Quiseram foi que ele pagasse por ter tirado uma foto. 




IT Partilhar Post #10 ruicarv79

ruicarv79

  • Membro
  • Registo: 04/02/2011
  • Posts: 4196
    • Local: Porto

Publicado 22 Novembro 2017 - 10:35

Começo a ficar arrependido de ter partilhado o vídeo, principalmente por não conhecer mais do fotógrafo em causa e não tanto pela conversa que se gerou a partir daí, que me parece sempre de salutar.

Talvez o homem seja um tanto ou quanto demagogo e um tanto ou quanto superficial na sua análise, o que também não quer dizer que não concorde com o que ele diz.

O assunto do desconforto em abordar estranhos é pertinente. Não discordo, aliás não podia ser de outra forma, da opção dele. Se ele se sente desconfortável ao ponto de esse desconforto se sobrepor à vontade de fazer a foto, é sinal de que talvez não o deva fazer mesmo. E não vejo que ele faça mal ao aconselhar outras pessoas a fazer o mesmo. Aliás, ele até diz que se o fotógrafo quer muito fotografar pessoas tem mesmo de as abordar (pressupõe-se que a vontade do fotógrafo em fotografar estranhos sobrepõe-se ao medo da abordagem).

Seja como for, tenho de reconhecer que o discurso roça a superficialidade, apesar de sensato a meu ver. No fundo, trata-se mais de uma conversa sobre a atitude/comportamento do fotógrafo de rua do que uma conversa em relação àquilo que pode fazer a diferença entre uma boa fotografia de rua e uma fotografia de rua com pouco significado...

Se há coisa que tenho "levado" daquilo que já li e ouvi de grandes mestres é que há uma grande (talvez decisiva) porção de sensibilidade, instintividade e subjectividade na fórmula de sucesso de uma boa fotografia e que não há receitas "mágicas" para se chegar lá. Há sim algumas "pistas" que, conjuntamente com o tal factor da sensiblidade particular do fotógrafo, podem levar a atingir uma boa fotografia.

Lembro-me de, há uns meses, ter visto uma entrevista do Alex Webb em que algumas destas coisas eram faladas. vou ver se partilho.




Partilhar Post #11 nbplopes

nbplopes

  • Membro
  • Registo: 12/07/2012
  • Posts: 5789

Publicado 22 Novembro 2017 - 10:39

Ninguém lhe quis comprar uma foto. Quiseram foi que ele pagasse por ter tirado uma foto. 

 

Sim, eu percebi isso. Deslexia minha ao escrever no comboio pelo telemóvel. Mas vai dar ao mesmo. Como corrigi, tentaram engana-lo na rua e depois? Isso é rua. Agora por isso começar a fazer paisagem de rua, fotografar para o ar, e depois dizer ... "estou a expandir o conceito de Street Photography" ... give a break.

 

Epa, não há nada de mal se não é isso que GOSTA de fazer. Nada de mal. Agora não ande é com redefinições mentais porque apenas lhe convém ...

 

EDIT: ... ou para ter mais views no seu video.


Editado por nbplopes, 22 Novembro 2017 - 10:47 .



IT Partilhar Post #12 ruicarv79

ruicarv79

  • Membro
  • Registo: 04/02/2011
  • Posts: 4196
    • Local: Porto

Publicado 22 Novembro 2017 - 10:41

Aqui está o vídeo de que falava. Este é insuspeito e não está aqui para ter muitas "views".  ^_^

 




Partilhar Post #13 nbplopes

nbplopes

  • Membro
  • Registo: 12/07/2012
  • Posts: 5789

Publicado 22 Novembro 2017 - 11:03

@Rui,

 

Também gosto bastante do Alex Webb.

 

Criei uma playlist com um conjunto de vídeo dele que penso que serem os melhores sobre o seu processo na rua!!!!

 

https://www.youtube....HWIbojTHboccoOc

 

Mas há muito mais fotógrafos/poetas de rua com formas de ver destintas mas igualmente ressonantes. 

 

É bom e é normal ter-se receio, medo, ficar desconfortável. Agora deixar-se que isso se meta no nosso caminho ... das duas uma. Ou não se quer fazer e faz-se outra coisa, ou caminha sobre o receio, medo ou seja lá o que for que esteja no caminho. Agora não redefine coisa alguma porque só se está a enganar a ele próprio e hoje com a Internet esse engano pode contagiar muita gente tornando a coisa ... MEDIOCRE.!!!


Editado por nbplopes, 22 Novembro 2017 - 11:21 .



IT Partilhar Post #14 ruicarv79

ruicarv79

  • Membro
  • Registo: 04/02/2011
  • Posts: 4196
    • Local: Porto

Publicado 22 Novembro 2017 - 11:37

@Rui,

 

Também gosto bastante do Alex Webb.

 

Criei uma playlist com um conjunto de vídeo dele que penso que serem os melhores sobre o seu processo na rua!!!!

 

https://www.youtube....HWIbojTHboccoOc

 

Mas há muito mais fotógrafos/poetas de rua com formas de ver destintas mas igualmente ressonantes. 

 

Já conhecia esses vídeos, acho que por intermédio de ti.

Gostava de ouvir mais dele. O último livro de fotografia que comprei foi um dos livros dele e fiquei maravilhado (apesar de já conhecer muitas das fotografias). Se bem que, por vezes, o bom executante pode não ser o melhor instrutor...

Já agora, partilha aí outros fotógrafos de rua "ressonantes".  :th_up:

 

 

É bom e é normal ter-se receio, medo, ficar desconfortável. Agora deixar-se que isso se meta no nosso caminho ... das duas uma. Ou não se quer fazer e faz-se outra coisa, ou caminha sobre o receio, medo ou seja lá o que for que esteja no caminho. Agora não redefine coisa alguma porque só se está a enganar a ele próprio e hoje com a Internet esse engano pode contagiar muita gente tornando a coisa ... MEDIOCRE.!!!

Não concordo contigo quanto a esta questão do receio em fotografar estranhos. Eu acho muito bem que quem tenha esse receio, e se esse receio for maior do que a sua vontade em fotografar, não o faça. No final do dia todos queremos é sentir-nos bem. Há outras abordagens à rua que podem ser "compatíveis" com quem não quer confrontar pessoas.

O que não quer dizer que não é normal esse receio (é claro que é normal). Agora nem toda a gente quer tanto isso ao ponto de estar disponível a aceitar e passar por esse desconforto...




Partilhar Post #15 kib1maf

kib1maf

  • Membro
  • Registo: 13/01/2014
  • Posts: 3545
  • Idade: 40
    • Local: Portimão
    • Amador curioso

Publicado 22 Novembro 2017 - 11:45

Como disse, acho que muitos deste youtubers são mais vendedores doque fotógrafos e penso que nisso há poucas duvidas. Não estou a ver o Michael Kenna a andara fazer videos filosóficos com um tom de voz afável e musiquinhas zen, ele montra a foto e tem lá tudo o que cada um conseguir sentir. 

No entanto, vamos acompanhando esta malta, porque sim, sei lá, não podemos só andar a seguir grandes mestres, há que sentir o presente, o dia a dia desta geração de 20 anos que tem um ligação com a fotografia diferente da nossa, a minha filha com 4 anos usa a maquina do tablet e eu nunca lhe ensinei. 

Eu partilho deste desconforto, para mim fotografo de rua tem de ser alguém muito social, com uma capacidade de empatia natural com as pessoas, tem de transmitir algo que as relaxe, isso é mais natural que trabalhado e não é por não o enfrentarmos que não aprendemos, ou gostas muito e vais atrás ou não.

Fotografar na rua, pois... há uma definição, certo? é fazer retratos na rua? será? Então ir a uma praça como estas de Roma e querer contextualizar formas e cores e elementos humanos, dar-lhes harmonia, estética e dinamismo com cores e formas, é o quê? Arquitectura? 

Eu não tenho de comprar o que ele vende mas não tenho de dizer que o peixe está podre. Ele está a dar a sua opinião, a sua leitura, os seus sentimentos e claro a vender uma imagem.

 

Ultimamente, este foi um video que gostei muito de ver, pelo conteúdo e pela fotografia. 

 

https://www.youtube....aKCQawegDxGnm1g


Editado por kib1maf, 22 Novembro 2017 - 11:49 .



IT Partilhar Post #16 ruicarv79

ruicarv79

  • Membro
  • Registo: 04/02/2011
  • Posts: 4196
    • Local: Porto

Publicado 22 Novembro 2017 - 11:55

 

Eu partilho deste desconforto, para mim fotografo de rua tem de ser alguém muito social, com uma capacidade de empatia natural com as pessoas, tem de transmitir algo que as relaxe, isso é mais natural que trabalhado e não é por não o enfrentarmos que não aprendemos, ou gostas muito e vais atrás ou não.

 

Olha que não... Já ouvi de vários fotógrafos introvertidos que conseguiram o que queriam das pessoas na rua. Há vários exemplos. A timidez pode tornar a tarefa mais custosa, sem dúvida, mas se a vontade (e o jeito) de fotografar for superior...




Partilhar Post #17 nbplopes

nbplopes

  • Membro
  • Registo: 12/07/2012
  • Posts: 5789

Publicado 22 Novembro 2017 - 12:01

 

Não concordo contigo quanto a esta questão do receio em fotografar estranhos. Eu acho muito bem que quem tenha esse receio, e se esse receio for maior do que a sua vontade em fotografar, não o faça. No final do dia todos queremos é sentir-nos bem. Há outras abordagens à rua que podem ser "compatíveis" com quem não quer confrontar pessoas.

O que não quer dizer que não é normal esse receio (é claro que é normal). Agora nem toda a gente quer tanto isso ao ponto de estar disponível a aceitar e passar por esse desconforto...

 

Se calhar não me expliquei bem Rui. Eu disse:

 

"É bom e é normal ter-se receio, medo, ficar desconfortável. Agora deixar-se que isso se meta no nosso caminho ... das duas uma. Ou não se quer fazer e faz-se outra coisa, ou caminha sobre o receio, medo ou seja lá o que for que esteja no caminho."

 

Isto é, concordamos.

 

Há muitas abordagens à rua. Mas esta ideia do fotógrafo "Ninja" que ninguém vê na rua, que passa totalmente despercebido e coisas mais é uma bela treta. O que acontece é que o fotógrafo pese embora presente e visível ... mistura-se com os elementos por vezes, mas raramente ao ponto de se tornar irrelevante para os elementos. Até é bom estar visível, tão visível como toda a gente que ali está, e aprender-se rapidademente a usar visibilidade por forma a tornar-se irrelevante para as pessoas, pelo menos durante tempo suficiente para se criar algo.

 

É isso que se vê com o Alex Webb.

 

Atribuo a culpa desta visão do fotógrafo "Ninja", Invisível, ao Cartier Bresson. Mas as sua fotos traem esta visão totalmente ...

 

 

cartier-bresson-rue-mouffetard.jpg?resiz

 

O puto não vê o fotógrafo?

 

Henri-Cartier-Bresson-2.jpg

 

Não estão a olhar para ele?

 

par45080-overlay.jpg

 

 

Olha nesta o Cartier deve ter aparecido debaixo da terra de repente como o Aladino não?

 

O que ele quer dizer com "Invisibilidade" não é o rapaz no video pensa que é.


Editado por nbplopes, 22 Novembro 2017 - 12:04 .



IT Partilhar Post #18 ruicarv79

ruicarv79

  • Membro
  • Registo: 04/02/2011
  • Posts: 4196
    • Local: Porto

Publicado 22 Novembro 2017 - 12:10

A invisibilidade ainda é uma capacidade que não está ao alcance do comum mortal.  ^_^  Não vale a pena dizer que temos de ficar invisíveis porque isso não vai acontecer.

Mas podes tentar passar despercebido, ou não, dependendo do que pretendes fazer. Mais uma vez, cuidado com as receitas.  ;)




Partilhar Post #19 kib1maf

kib1maf

  • Membro
  • Registo: 13/01/2014
  • Posts: 3545
  • Idade: 40
    • Local: Portimão
    • Amador curioso

Publicado 22 Novembro 2017 - 12:14

A invisibilidade é a naturalidade, é o não parecer uma ave rara, é fazer parte da envolvente, é ser o Mogli. É como entendo e sinto.

Fotografia de rua não é solitária, temos de ser um com o que nos envolve. Um dia, acredito que me vou dedicar a isso e o facto de apenas em viagem (com família) me deparar em ambientes aos quais sou sensível e que gostaria de me integrar e fotografar, faz com que o tal treino e pratica que parte as barreiras, não aconteça. 

Penso que foi o Rui que disse, que onde trabalha não lhe apetece fotografar, que é nas ruas do Porto que sente esse vontade e esse apelo, lá está, é onde ele se dilui com a envolvente, e isto pode ser ,para muitos citadinos, no meio de uma tribo de África, há coisas que não se explicam, é sentir e fotografar. 




Partilhar Post #20 _jn_

_jn_

  • Membro
  • Registo: 12/02/2010
  • Posts: 2510
    • Local: Estoril

Publicado 22 Novembro 2017 - 12:48

O que se deve evitar é tentar enganar as pessoas. Quando elas sentem que estão a ser enganadas reagem mal. Para mim a melhor atitude é enfrentar e falar com as pessoas e aceitar que elas nos mandem apagar a foto. Por isso gosto das máquinas com dois cartões :)