Ir para conteúdo

  • Facebook

  • Google+

  • Twitter


Anúncios


Bem vindo!
Aqui aprendemos, debatemos, trocamos ideias, dicas, sugestões, opiniões, soluções e muito mais.

Neste mometo está a ver o fórum como visitante o que lhe dá acesso limitado aos conteúdos e funcionalidades.

Registe-se gratuitamente para:
   - Ver reduzida a quantidade de publicidade;
   - Usufruir de todas as funcionalidades do fórum;
   - Participar nos passatempos e ganhar prémios todos os meses;

Não recebeu o email de activação?
Verifique se não está na sua caixa de spam (publicidade não solicitada) Se precisar de ajuda com o seu registo, contacte-nos.
Foto

Declaração "AUTORIZAÇÃO PARA USO DE IMAGEM"


  • Por favor inicie sessão para responder
20 respostas a este tópico

Partilhar Post #1 projectar

projectar

  • Novo Membro
  • Registo: 27/01/2008
  • Posts: 0

Publicado 28 Janeiro 2008 - 00:32

Algém tem algum modelo de "Autorização para o uso de imagem" que possa disponibilizar para a comunidade?


Anúncios

Partilhar Post #2 Joao

Joao

  • Membro
  • Registo: 03/03/2006
  • Posts: 401
    • Local: Coimbra

Publicado 28 Janeiro 2008 - 03:03

Algém tem algum modelo de "Autorização para o uso de imagem" que possa disponibilizar para a comunidade?


http://www.dreamstim..._release_PT.pdf

Serve?  :)

Partilhar Post #3 Weasel

Weasel

  • Moderador
  • Registo: 28/01/2006
  • Posts: 1

Publicado 28 Janeiro 2008 - 18:27

Topico por: Henrique


Autorização de reprodução e de representação de fotografia



ENTRE: O(a) Sr.(a)_______________________________,nascido(a) a ___/___/_____, em _____________, residente _______________________________________________________

Designado(a) mais abaixo por “o MODELO”



E: ____________________________________________, nascido(a) a __/___/_____, em ___________,

residente _____________________________________________________________________________

Designado mais abaixo por “o FOTÓGRAFO”



ARTIGO 1º - CEDÊNCIA DE DIREITOS



Pelo presente contrato, o MODELO cede ao FOTÓGRAFO os direitos que ele detém sobre a sua imagem tal como reproduzida nas fotografias realizadas em _________________________, no dia ______________________.



Em consequência, o MODELO autoriza o FOTÓGRAFO a afixar, a reproduzir, a comunicar e a modificar com qualquer meio técnico as fotografias realizadas no âmbito do presente contrato. As fotografias poderão ser reproduzidas parcialmente ou na sua totalidade em qualquer suporte (papel, digital, magnético, tecido, plástico, etc.) e integradas a qualquer outro material (fotografia, desenho, ilustração, pintura, vídeo, animação, etc.) conhecido ou que venha a existir.



As fotografias poderão ser exploradas em qualquer parte do mundo e em todos os ramos (publicidade, edição, imprensa, packaging, design, etc.) directamente pelo fotógrafo ou cedidas a terceiros.



O MODELO autoriza a utilização da sua imagem em qualquer contexto até nos mais sensíveis (politica, economia, religião, droga, produto de higiene, doenças sexualmente transmissíveis, homossexualidade, adultério, etc.). Está definido que o FOTÓGRAFO está expressamente proibido de explorar as fotografias de um modo que possa ser considerado como atentado à vida privada do MODELO e de as difundir sobre qualquer suporte considerado pornográfico, xenófobo, violento ou ilícito.



O MODELO reconhece que a não está ligada a nenhum contrato de exclusividade do uso do seu nome ou imagem



ARTIGO 2º - REMUNERAÇÃO E VIGÊNCIA DO CONTRATO



O MODELO confirma que seja qual for a utilização, o género ou a importância da difusão, a remuneração prevista das prestações está fixada em: _____________ euros ou o MODELO reconhece expressamente que a contrapartida das remunerações baseia-se no seu interesse por _______________________________________________.



Essa remuneração é definitiva e o MODELO reconhece que os seus direitos foram adequadamente respeitados e exclui qualquer pedido posterior de remuneração complementar.



O presente contrato é válido por um prazo de 10 anos a contar do dia da sua aceitação e automaticamente renovável por períodos de 3 anos.



ARTIGO 3º - LEI APLICÁVEL E FORO



Este contrato é regulado pela Lei Portuguesa e qualquer contestação relativa à interpretação e/ou à execução das disposições do presente contrato será da competência exclusiva dos Tribunais de Lisboa.



Feito em ________________________________, _____ de ________________de 200__





O MODELO O FOTÓGRAFO




 

Autorização de reprodução e de representação de fotografia para uma pessoa menor de idade



ENTRE: O(a) Sr.(a)_______________________________, e o Sr.(a)_____________________, _____________, residente _______________________________________________________________

Designado(a) mais abaixo por “os REPRESENTENTES LEGAIS”

Representantes legais da criança com o nome _________________________________, nascida a ____/___/______, em __________________________________________________________________

Residente ____________________________________________________________________________

Designado(a) mais abaixo por “a CRIANÇA”

E: ______________________________________________, nascida a ___/__/___, em _____________,

Residente ____________________________________________________________________________

Designado(a) mais abaixo por “o FOTÓGRAFO”



ARTIGO 1º - CEDÊNCIA DE DIREITOS



Pelo presente contrato, os REPRESENTANTES LEGAIS cedem ao FOTÓGRAFO os direitos que eles detém sobre a imagem da sua CRIANÇA tal como reproduzida nas fotografias realizadas em _________________________, no dia ______________________.



Em consequência, os REPRESENTANTES LEGAIS autorizam o FOTÓGRAFO a afixar, a reproduzir, a comunicar e a modificar com qualquer meio técnico as fotografias realizadas no âmbito do presente contrato. As fotografias poderão ser reproduzidas parcialmente ou na sua totalidade em qualquer suporte (papel, digital, magnético, tecido, plástico, etc.) e integradas a qualquer outro material (fotografia, desenho, ilustração, pintura, vídeo, animação, etc.) conhecido ou que venha a existir.



As fotografias poderão ser exploradas em qualquer parte do mundo e em todos os ramos (publicidade, edição, imprensa, packaging, design, etc.) directamente pelo fotógrafo ou cedidas a terceiros.



OS REPRESENTANTES LEGAIS autorizam a utilização da imagem da sua CRIANÇA em qualquer contexto até nos mais sensíveis (politica, economia, religião, droga, produto de higiene, doenças sexualmente transmissíveis, homossexualidade, adultério, etc.). Está definido que o FOTÓGRAFO está expressamente proibido de explorar as fotografias de um modo que possa ser considerado como atentado à vida privada da CRIANÇA e de as difundir sobre qualquer suporte considerado pornográfico, xenófobo, violento ou ilícito.



Os REPRESENTANTES LEGAIS reconhecem que a CRIANÇA não está ligada a nenhum contrato de exclusividade do uso do seu nome ou imagem.



ARTIGO 2º - REMUNERAÇÃO E VIGÊNCIA DO CONTRATO



Os REPRESENTANTES LEGAIS confirmam que seja qual for a utilização, o género ou a importância da difusão, a remuneração prevista das prestações está fixada em: _____________ euros ou os REPRESENTANTES LEGAIS reconhecem expressamente que a contrapartida das remunerações baseia-se no seu interesse por _______________________________________________.



Essa remuneração é definitiva e os REPRESENTANTES LEGAIS reconhecem que os seus direitos foram adequadamente respeitados e exclui qualquer pedido posterior de remuneração complementar.



O presente contrato é válido por um prazo de 10 anos a contar do dia da sua aceitação, automaticamente renovável por períodos de 3 anos.



ARTIGO 3º - LEI APLICÁVEL E FORO



Este contrato é regulado pela Lei Portuguesa e qualquer contestação relativa à interpretação e/ou à execução das disposições do presente contrato será da competência exclusiva dos Tribunais de Lisboa.



Feito em ________________________________, _____ de ________________de 200__



Os REPRESENTANTES LEGAIS O FOTÓGRAFO


 


Autorização de reprodução e de representação de fotografia



ENTRE: O(a) Sr.(a)_______________________________,nascido(a) a ___/___/_____, em __________, residente _____________________________________________________________________________

Designado(a) mais abaixo por “o PROPRIETÁRIO”



Proprietário do bem com a seguinte descrição: _______________________________________________

_____________________________________________________________________________________

Designado(a) mais abaixo por “o BEM”



E: ____________________________________________, nascido(a) a __/___/_____, em ___________,

residente _____________________________________________________________________________

Designado(a) mais abaixo por “o FOTÓGRAFO”





ARTIGO 1º - CEDÊNCIA DE DIREITOS



Pelo presente contrato, o PROPRIETÁRIO cede ao FOTÓGRAFO os direitos que ele detém sobre a imagem do seu bem tal como reproduzida nas fotografias realizadas em _________________________, no dia ______________________.



Em consequência, o PROPRIETÁRIO autoriza o FOTÓGRAFO a afixar, a reproduzir, a comunicar e a modificar com qualquer meio técnico as fotografias realizadas no âmbito do presente contrato. As fotografias poderão ser reproduzidas parcialmente ou na sua totalidade em qualquer suporte (papel, digital, magnético, tecido, plástico, etc.) e integradas a qualquer outro material (fotografia, desenho, ilustração, pintura, vídeo, animação, etc.) conhecido ou que venha a existir.



As fotografias poderão ser exploradas em qualquer parte do mundo e em todos os ramos (publicidade, edição, imprensa, packaging, design, etc.) directamente pelo fotógrafo ou cedidas a terceiros.



O PROPRIETÁRIO autoriza a utilização da imagem seu BEM em qualquer contexto até nos mais sensíveis (politica, economia, religião, droga, produto de higiene, doenças sexualmente transmissíveis, homossexualidade, adultério, etc.). Está definido que o FOTÓGRAFO está expressamente proibido de explorar as fotografias de um modo que possa ser considerado como atentado à vida privada do PROPRIETÁRIO e de as difundir sobre qualquer suporte considerado pornográfico, xenófobo, violento ou ilícito.



O PROPRIETÁRIO reconhece que não está ligado a nenhum contrato exclusivo da utilização da imagem do seu BEM.



ARTIGO 2º - REMUNERAÇÃO E VIGÊNCIA DO CONTRATO



O PROPRIETÁRIO confirma que seja qual for a utilização, o género ou a importância da difusão, a remuneração prevista das prestações está fixada em: _____________ euros ou o PROPRIETÁRIO reconhece expressamente que a contrapartida das remunerações baseia-se no seu interesse por _______________________________________________.



Essa remuneração é definitiva e o PROPRIETÁRIO reconhece que os seus direitos foram adequadamente respeitados e exclui qualquer pedido posterior de remuneração complementar.



O presente contrato é válido por um prazo de 10 anos a contar do dia da sua aceitação, automaticamente renovável por períodos de 3 anos.



ARTIGO 3º - LEI APLICÁVEL E FORO



Este contrato é regulado pela Lei Portuguesa e qualquer contestação relativa à interpretação e/ou à execução das disposições do presente contrato será da competência exclusiva dos Tribunais de Lisboa.



Feito em ________________________________, _____ de ________________de 200__





O PROPRIETÁRIO


O FOTÓGRAFO

Partilhar Post #4 DMDC

DMDC

  • Membro
  • Registo: 18/02/2007
  • Posts: 1254

Publicado 29 Janeiro 2008 - 18:38

Anónimo bom tópico!!!! :th_up:

Partilhar Post #5 membio

membio

  • Membro
  • Registo: 04/02/2008
  • Posts: 240
  • Idade: 35
    • Local: Olhão

Publicado 05 Fevereiro 2008 - 15:18

alguém tem uma mais generalizada, é que estar sempre a fazer uma declaração nova por exemplo "da mesma pessoa" por cada dia novo que se tiram fotos é um bocado chato, não haverá uma declaração modelo que autorize a venda das fotos dessa pessoa seja em que dia fosse ? Assim, poupava-se trabalho e tempo.

Partilhar Post #6 Akh608

Akh608

  • Membro
  • Registo: 27/01/2008
  • Posts: 3499
  • Idade: 33

Publicado 05 Fevereiro 2008 - 18:26

Acho que bastará alterar o texto da que já está feita, por exemplo para um intervalo de tempo em vez de um dia específico "entre os dias tal e tal"...
...poderá o modelo, no entanto, pedir para se incluir uma clausula sobre o local ou qualquer outro limite, não estando a dar carta branca para o fotografar no chuveiro e vender para sites esquisitos :P

Partilhar Post #7 hbann

hbann

  • Novo Membro
  • Registo: 11/02/2008
  • Posts: 1

Publicado 11 Fevereiro 2008 - 14:16



ATENÇÃO O PRAZO POR LEI É 5 anos (após este prazo renova-se o contrato comercial)

Partilhar Post #8 grifo77

grifo77

  • Membro
  • Registo: 20/07/2008
  • Posts: 163

Publicado 01 Novembro 2008 - 13:18

Excelente Tópico!
Parabéns. :th_up:

Partilhar Post #9 oZéé

oZéé

  • Novo Membro
  • Registo: 01/07/2009
  • Posts: 15
  • Idade: 20
    • Local: Lagos - Algarve

Publicado 20 Julho 2009 - 10:20

Estes contractos tem alguma coisa a ver com as finanças ?  :blink:

Partilhar Post #10 KOMANDANTE

KOMANDANTE

  • Membro
  • Registo: 30/09/2009
  • Posts: 133
  • Idade: 53
    • Local: AZEITÃO

Publicado 03 Outubro 2009 - 12:05

Excelente Tópico!

Partilhar Post #11 alexacherry

alexacherry

  • Membro
  • Registo: 14/09/2009
  • Posts: 67

Publicado 15 Junho 2010 - 12:45


ATENÇÃO O PRAZO POR LEI É 5 anos (após este prazo renova-se o contrato comercial)


Olá,

Já me fartei de ler sobre este assunto da lei, mesmo os artigos do código civil, mas não encontrei nada acerca de uma data de validade.
Legalmente onde é que se encontra essa data de validade?

Obrigada..

Partilhar Post #12 pedrobsmarques

pedrobsmarques

  • Membro
  • Registo: 05/02/2008
  • Posts: 900
    • Local: Almada - Seixal - Póvoa de Varzim

Publicado 18 Agosto 2010 - 19:08



Autorização de reprodução e de representação de fotografia para uma pessoa menor de idade

ENTRE: O(a) Sr.(a)_______________________________, e o Sr.(a)_____________________, _____________, residente _______________________________________________________________
Designado(a) mais abaixo por “os REPRESENTENTES LEGAIS”
Representantes legais da criança com o nome _________________________________, nascida a ____/___/______, em __________________________________________________________________
Residente ____________________________________________________________________________
Designado(a) mais abaixo por “a CRIANÇA”
E: ______________________________________________, nascida a ___/__/___, em _____________,
Residente ____________________________________________________________________________
Designado(a) mais abaixo por “o FOTÓGRAFO”

ARTIGO 1º - CEDÊNCIA DE DIREITOS
Pelo presente contrato, os REPRESENTANTES LEGAIS cedem ao FOTÓGRAFO os direitos que eles detém sobre a imagem da sua CRIANÇA tal como reproduzida nas fotografias realizadas em _________________________, no dia ______________________.
Em consequência, os REPRESENTANTES LEGAIS autorizam o FOTÓGRAFO a afixar, a reproduzir, a comunicar e a modificar com qualquer meio técnico as fotografias realizadas no âmbito do presente contrato. As fotografias poderão ser reproduzidas parcialmente ou na sua totalidade em qualquer suporte (papel, digital, magnético, tecido, plástico, etc.) e integradas a qualquer outro material (fotografia, desenho, ilustração, pintura, vídeo, animação, etc.) conhecido ou que venha a existir.
As fotografias poderão ser exploradas em qualquer parte do mundo e em todos os ramos (publicidade, edição, imprensa, packaging, design, etc.) directamente pelo fotógrafo ou cedidas a terceiros.

OS REPRESENTANTES LEGAIS autorizam a utilização da imagem da sua CRIANÇA em qualquer contexto até nos mais sensíveis (politica, economia, religião, droga, produto de higiene, doenças sexualmente transmissíveis, homossexualidade, adultério, etc.). Está definido que o FOTÓGRAFO está expressamente proibido de explorar as fotografias de um modo que possa ser considerado como atentado à vida privada da CRIANÇA e de as difundir sobre qualquer suporte considerado pornográfico, xenófobo, violento ou ilícito.
Os REPRESENTANTES LEGAIS reconhecem que a CRIANÇA não está ligada a nenhum contrato de exclusividade do uso do seu nome ou imagem.

ARTIGO 2º - REMUNERAÇÃO E VIGÊNCIA DO CONTRATO

Os REPRESENTANTES LEGAIS confirmam que seja qual for a utilização, o género ou a importância da difusão, a remuneração prevista das prestações está fixada em: _____________ euros ou os REPRESENTANTES LEGAIS reconhecem expressamente que a contrapartida das remunerações baseia-se no seu interesse por _______________________________________________.
Essa remuneração é definitiva e os REPRESENTANTES LEGAIS reconhecem que os seus direitos foram adequadamente respeitados e exclui qualquer pedido posterior de remuneração complementar.
O presente contrato é válido por um prazo de 10 anos a contar do dia da sua aceitação, automaticamente renovável por períodos de 3 anos.

ARTIGO 3º - LEI APLICÁVEL E FORO
Este contrato é regulado pela Lei Portuguesa e qualquer contestação relativa à interpretação e/ou à execução das disposições do presente contrato será da competência exclusiva dos Tribunais de Lisboa.



Feito em ________________________________, _____ de ________________de 200__



Os REPRESENTANTES LEGAIS O FOTÓGRAFO




gostava apenas de completar a alinea 3:

Artigo 79.º
(Direito à imagem)

1- O retrato de uma pessoa não pode ser exposto, reproduzido ou lançado no comércio sem o consentimento dela; depois da morte da pessoa retratada, a autorização compete às pessoas designadas no n.º2 do artigo 71.º, segundo a ordem nele indicada.

2- Não é necessário o consentimento da pessoa retratada quando assim o justifiquem a sua notoriedade, o cargo que desempenhe, exigências de polícia ou de justiça, finalidades científicas, didácticas ou culturais, ou quando a reprodução da imagem vier enquadrada na de lugares públicos, ou na de factos de interesse público ou que hajam decorrido publicamente.

3- O retrato não pode, porém, ser reproduzido, exposto ou lançado no comércio, se do facto resultar prejuízo para a honra, reputação ou simples decoro da pessoa retratada

Artigo 81.º
(Limitação voluntária dos direitos de personalidades)
1- Toda a limitação voluntária ao exercício dos direitos de personalidade é nula, se for contrária aos princípios da ordem pública.

2- A limitação voluntária, quando legal, é sempre revogável, ainda que com obrigação de indemnizar os prejuízos causados às legitimas expectativas da outra parte.
Artigo 125.º (1)
(Anulabilidade dos actos dos menores)

1 - Sem prejuízo do disposto no n.º2 do artigo 287.º, os negócios jurídicos celebrados pelo menor podem ser anulados:
a) A requerimento, conforme os casos, do progenitor que exerça o poder paternal, do tutor ou do administrador de bens, desde que a acção seja proposta no prazo de um ano a contar do conhecimento que o requerente haja tido no negócio impugnado, mas nunca depois de o menor atingir a maioridade ou ser emancipado, salvo o disposto no artigo 131.º;
B) A requerimento do próprio menor, no prazo de um ano a contar da sua maioridade ou emancipação;
c) A requerimento de qualquer herdeiro do menor, no prazo de um ano a contar da morte deste, ocorrida antes de expirar o prazo referido na alínea anterior.
2 - A anulabilidade é sanável mediante confirmação do menor depois de atingir a maioridade ou ser emancipado, ou por confirmação do progenitor que exerça o poder paternal, tutor ou administrador de bens, tratando-se de acto que algum deles pudesse celebrar como representante do menor.




Artigo 126 .º
(Dolo do menor)

Não tem o direito de invocar a anulabilidade o menor que para praticar o acto tenha usado de dolo com o fim de se fazer passar por maior ou emancipado.

Artigo 127.º (1)
(Excepções à incapacidade dos menores)

1 - São excepcionalmente válidos, além de outros previstos na lei:
a) Os actos de administração ou disposição de bens que o maior de dezasseis anos haja adquirido por seu trabalho;
B) Os negócios jurídicos próprios da vida corrente do menor que, estando ao alcance da sua capacidade natural, só impliquem despesas, ou disposição de bens, de pequena importância;
c) Os negócios jurídicos relativos à profissão, arte ou ofício que o menor tenha sido autorizado a exercer, ou os praticados no exercício dessa profissão, arte ou ofício.
2 - Pelos actos relativos à profissão, arte ou ofício do menor e pelos actos praticados no exercício dessa profissão, arte ou ofício só respondem os bens de que o menor tiver a livre disposição.
Artigo 1881.º
(Poder de representação)
1. O poder de representação compreende o exercício de todos os direitos e o cumprimento de todas as obrigações do filho, exceptuados os actos puramente pessoais, aqueles que o menor tem o direito de praticar pessoal e livremente e os actos respeitantes a bens cuja administração não pertença aos pais.
2. Se houver conflito de interesses cuja resolução dependa de autoridade pública, entre qualquer dos pais e o filho sujeito às responsabilidades parentais, ou entre os filhos, ainda que, neste caso, algum deles seja maior, são os menores representados por um ou mais curadores especiais nomeados pelo tribunal.

Nota: Todos os acordos realizados que limitam os direitos de personalidade podem ser revogados, não obstante a parte com quem são firmados, ter de ressarcir dos danos causados, se estes se verificarem.

links uteis:
http://www.aacs.pt/l...odigo_civil.htm
http://www.inr.pt/bi...344_66psing.htm
http://www.igf.min-f...COD_CIVIL_6.htm

Partilhar Post #13 sotnas

sotnas

  • Membro
  • Registo: 30/01/2008
  • Posts: 35
  • Idade: 42
    • Local: Santarém

Publicado 20 Agosto 2010 - 08:06

Olá a todos!
Isto para Portugal ate faz sentido.

Mas imaginem que estamos no meio do deserto tira-se uma belas fotos a uns touaregues, vamos pedir aos gajos para assinarem isto?
Eles nem ler sabem, mesmo que leve a declaração traduzida.

Como posso usar essas fotos de forma legal e sem problemas?
Posso fazer uma exposição com essas fotos por exemplo, sem ter as tais autorizações?

Desculpem lá tantas perguntas!





Partilhar Post #14 alexacherry

alexacherry

  • Membro
  • Registo: 14/09/2009
  • Posts: 67

Publicado 30 Agosto 2010 - 12:33

Olá a todos!
Isto para Portugal ate faz sentido.

Mas imaginem que estamos no meio do deserto tira-se uma belas fotos a uns touaregues, vamos pedir aos gajos para assinarem isto?
Eles nem ler sabem, mesmo que leve a declaração traduzida.

Como posso usar essas fotos de forma legal e sem problemas?
Posso fazer uma exposição com essas fotos por exemplo, sem ter as tais autorizações?

Desculpem lá tantas perguntas!






Essa é uma boa questão, mas sinceramente nunca pensei nisso.. Não faço ideia nem nunca li nada acerca desses parâmetros..

Partilhar Post #15 peter42y

peter42y

  • Novo Membro
  • Registo: 14/02/2010
  • Posts: 19

Publicado 01 Outubro 2010 - 06:54

Isso depende da lei do país em causa.
Se a lei do país disser que  quem tire fotografias deve ser lapidado...,  :shock:
preparem-se e rezem as ùltimas orações.
:blush:

No irão tres turistas cruzaram a fronteira entre o iraque e esse país. Entraram ilegalmente no Irão.
Foram apanhados..,e dois ainda estão presos.
O terceiro turista para ser libertada teve de ser paga caução de meio milhão de dolares aos iranianos.
Em sintese : Em Roma..,a lei de roma.
Na europa os cidadaos da união europeia podem recorrer ao tribunal de direitos humanos de bruxelas.
Na gra bretanha teoricamente pode-se fotografar em locais publicos..( pessoas e coisas) mas a policia invoca lei antiterrorista para impedir  algumas fotografias.
Em França cèst interdit  de photographer.
Nem as propriedades  das pesssoas se pode fotografar. Só monumentos.
Até os animais de companhia têm direito à privacidade.
É como cá, com inclusão do direito dos bichos a não serem fotografados.

:P



Partilhar Post #16 Crazy_Guitar

Crazy_Guitar

  • Membro
  • Registo: 06/09/2010
  • Posts: 359
  • Idade: 34
    • Local: Braga, PT

Publicado 01 Fevereiro 2011 - 11:31

Isso depende da lei do país em causa.
Se a lei do país disser que  quem tire fotografias deve ser lapidado...,  :shock:
preparem-se e rezem as ùltimas orações.
:blush:

No irão tres turistas cruzaram a fronteira entre o iraque e esse país. Entraram ilegalmente no Irão.
Foram apanhados..,e dois ainda estão presos.
O terceiro turista para ser libertada teve de ser paga caução de meio milhão de dolares aos iranianos.
Em sintese : Em Roma..,a lei de roma.
Na europa os cidadaos da união europeia podem recorrer ao tribunal de direitos humanos de bruxelas.
Na gra bretanha teoricamente pode-se fotografar em locais publicos..( pessoas e coisas) mas a policia invoca lei antiterrorista para impedir  algumas fotografias.
Em França cèst interdit  de photographer.
Nem as propriedades  das pesssoas se pode fotografar. Só monumentos.
Até os animais de companhia têm direito à privacidade.
É como cá, com inclusão do direito dos bichos a não serem fotografados.

:P


E bichas? :D

Partilhar Post #17 pbmendes

pbmendes

  • Novo Membro
  • Registo: 14/07/2011
  • Posts: 3

Publicado 31 Agosto 2011 - 17:32

Estive a ver os exemplos. Não haverá algo mais simples, por exemplo uma página, em que fique o essêncial descrito?

Partilhar Post #18 Filipa L.

Filipa L.

  • Membro
  • Registo: 10/02/2011
  • Posts: 26
  • Idade: 27

Publicado 10 Setembro 2012 - 18:36

Só boa informação! :) Obrigado

Partilhar Post #19 cricci

cricci

  • Novo Membro
  • Registo: 18/09/2012
  • Posts: 1

Publicado 18 Setembro 2012 - 13:28

Caros, estou trabalhando em uma exposição como editora de iconografia e tive grandes duvidas com relação a este tópico sobre licenciamento do uso de imagem de pessoas publicas. Penso que pessoas como Lula, Collor, etc são politicos e portanto pessoas publicas, o que a principio nos exime de solicitar a autorização para o uso da imagem destas pessoas. Mas quando se trata por exemplo de desportistas - Eder Jofre por exemplo - ou mesmo de artistas de cinema e teatro., como proceder? Li no jornal que os herdeiros da Carmem Miranda cobraram R2.300,00 para poder liberar uma foto para um dicionário histórico. Neste caso, a regra/lei que afirma que não há necessidade de se cobrar autorização por uso de imagem de pessoa publica não funciona? fiquei confusa e gostaria muito de ajuda! esta exposição é uma expo de fotos sobre a história do Brasil através da fotografia, portanto tem finalidade cultural. Gostaria de uma luz no fim do tunel! obrigada!

Partilhar Post #20 PauloBorges

PauloBorges

  • Membro
  • Registo: 30/05/2012
  • Posts: 57
  • Idade: 46
    • Local: Porto

Publicado 03 Outubro 2012 - 21:33

Caso se pretenda renunciar os direitos:

Declaração de Cessão de Direitos de Autor e Autorização de Utilização de Imagem(ens)


O Declarante, _______________________, com o NIF __________, casado/a solteiro/a,
maior, residente em _____________________________________, freguesia de ___________,
concelho de ____________________, titular do bilhete de identidade n.º ____________,
emitido em _________________, pelos SIC do Porto/Lisboa/Coimbra,
com validade até _______________________, emitido pela República Portuguesa,
declara pelo presente ato, e de forma consciente e voluntária, que:


Primeiro
1.O declarante é o responsável pela originalidade dos trabalhos apresentados.
2.O declarante garante que na realização do seu projeto não violou direitos de
terceiros e bem assim que a utilização do seu trabalho não infringe direitos de
autor, ou outros direitos conexos.


Segundo
1.Pelo presente ato o declarante cede a ______________________________________, livre
de quaisquer ónus ou encargos, a propriedade dos direitos de autor relativos à(s)
imagem(ens) do(s) seu(s) projeto(s).
2.O declarante colaborará com a ______________________________________, em todos os
atos legalmente necessários à transmissão deste direito caso a mesma assim o pretenda.
“NOME DO EVENTO!”


Terceiro
1.O declarante autoriza igualmente a ___________________________,  a utilizar a(s)
imagem(ens) que criou por tempo indeterminado e para todos os fins que entender
por convenientes.
2.O declarante autoriza que a divulgação da(s) imagem(ens) seja feita de todas as
formas que a ______________________________________,  considerar conveniente.
3.O declarante declara não precisar ser consultado por __________________________,
sobre as formas de utilização da(s) imagem(ens).


Quarto
O declarante cede de forma gratuita a ______________________________________,
a propriedade dos seus direitos de autor e bem assim autoriza a sua utilização
sem receber qualquer contrapartida remuneratória.



______________, xx de _________ de 20xx


O declarante,

________________________________